Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Esportes

Fla perde para o Peñarol e Cruzeiro vence fora

Foto/Batista Jr Press
Mário Camargo

O Peñarol colou água no chope do Flamengo nesta quarta. Em noite de recorde de público no futebol brasileiro em 2019 (66.716 mil torcedores presentes no Maracanã), foram os uruguaios que saíram com sorriso no rosto: vitória por 1 a 0 e liderança do Grupo D. Além disso, os rubro-negros dificilmente esquecerão da atuação de Gabigol. O jogador foi muito mal, perdeu gols e ainda foi expulso de maneira infantil durante o segundo tempo. Após o cartão vermelho, o Peñarol se lançou ao ataque e conseguiu o gol da vitória com Viatri, já na reta final da etapa complementar.

No Equador, Mano Menezes gostou do que viu na vitória do Cruzeiro por 1 a 0 contra o Emelec, pela Libertadores. No triunfo que deixou a Raposa com nove pontos e 100% de aproveitamento no grupo, o treinador elogiou a postura dos jogadores, que mostraram o equilíbrio necessário para ser mortal na hora certa e sair de campo sem ser vazado. Além disso, o treinador elogiou a capacidade de deixar o espírito guerreiro em campo, crucial para superar os momentos de pressão do time mandante.

O Internacional, no Beira-Rio, abriu dois de vantagem, mas cedeu o empate para o River Plate. Após o resultado de 2 a 2 o técnico Odair Hellmann disse que se tratou de um “jogo de gente grande”. “Foi um grande jogo, em primeiro lugar. Dois tempos distintos. No primeiro tempo, demoramos uns cinco minutos para nos encontrar. Mas nos encontramos. Dominamos a partida, fizemos dois e era para ter feito mais. Para mim, foi pênalti no Edenílson. Mas para vencer, não é só dentro de campo. Mas em todos os aspectos. Não é fácil. No segundo tempo, o River deu amplitude, abriu linha de três, não conseguimos mais pressionar a saída. E eles fizeram dois gols de bola parada, que decide jogos. Foi um jogo de gente grande”, disse o treinador.

Em Itaquera, o Corinthians perdeu para o Ceará por 1 a 0, mas se classificou para a quarta fase da Copa do Brasil, já que havia vencido o jogo de ida por 3 a 1 em Fortaleza. O Alvinegro terminou o confronto com um a menos por conta da expulsão de Cássio, que fez uma defesa com as mãos fora da área aos 17 minutos do segundo tempo em chute de Ricardo Bueno. O gol do Ceará foi feito pelo ex-atacante do Timão Roger, que entrou na segunda etapa para marcar aos 42 minutos do segundo tempo após cruzamento de Carleto. Apesar do fim emocionante, o jogo foi bastante sonolento e sem intensidade, principalmente por parte do Corinthians, visivelmente satisfeito com o resultado da primeira partida.

O Fluminense, sem inspiração, não conseguiu sair do 0 a 0 contra o Luverdense no Passo das Esmas, no Mato Grosso, em jogo válido pela terceira fase da Copa do Brasil. Ao analisar o desempenho das equipes na noite desta quarta-feira, o técnico Fernando Diniz viu justiça no resultado. “O resultado foi justo sim. Criamos pouco, tivemos uma ou outra chance, o Luverdense criou pouco. Foi um jogo muito truncado. Foi um jogo para empate mesmo. A equipe soube jogar a partida, mas tivemos dificuldade para penetrar”, disse o comandante, que relembrou o retrospecto de outras equipes diante do LEC para justificar as dificuldades do Flu.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente