Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Flávia vira ministra e Bessa volta à Câmara

Mário Camargo

Reconhecido por adversários e aliados políticos como dono de gênio explosivo e fã do presidente Jair Bolsonaro, o delegado aposentado da Polícia Civil de Brasília Laerte Bessa (PL) está de volta à Câmara dos Deputados. Ele vai ocupar a cadeira da colega Flávia Arruda, nomeada ministra-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República.

Bessa, que já foi deputado, não conseguiu a reeleição em 2018, quando obteve apenas 28 mil votos. Como primeiro suplente da aliança que levou Ibaneis Rocha (MDB) ao Buriti, ele se transforma em mais um soldado para levantar a bandeira bolsonarista no Congresso Nacional.

Ex-diretor da Polícia Civil, Bessa lamenta até hoje ter agredido um assessor do Buriti durante uma discussão na Câmara. Aliados admitem que o fato, que teve ampla repercussão, contribuiu para sua derrota nas urnas. Já fora do Congresso, ainda ruminando a derrota eleitoral, o delegado foi processado por agressões e ameaças de morte ‘com u tiro na cara’, no porteiro do edifício onde mora, em Águas Claras.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente