Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Flores, plantas, frutas, verduras… e sem Covid

Carolina Paiva, Edição

O conjunto de lojas, boxes e bancas das Centrais de Abastecimento (Ceasa) do Distrito Federal vai muito além da venda de alimentos. O local atrai visitantes, claro, pela grande variedade de hortifrutigranjeiros, pelos preços baixos e também pela garantia de produtos de qualidade. Há, porém, outros atrativos.

O presidente da instituição, Onélio Teles,garante: quem ainda não a frequenta, não sabe o que está perdendo. “Temos produtos e iguarias de várias regiões do Brasil, para atender a todos os gostos!”, diz. A Ceasa é responsável pelo abastecimento de gêneros alimentícios em todo o Distrito Federal e Entorno.

Localização
A grande maioria das centrais de abastecimento no país está localizada em rodovias, geralmente afastadas dos centros urbanos. No Distrito Federal, a Ceasa-DF fica em local estratégico – neste caso, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), local de fácil acesso. Está a apenas 6 quilômetros do centro político do Distrito Federal, o Palácio do Buriti e a Câmara Legislativa, e a menos de 10 quilômetros dos Setores Hoteleiros Norte e Sul. A instituição também possui um amplo estacionamento gratuito e sistema de vigilância em tempo integral.

Atacado
As Centrais de Abastecimento são originalmente destinadas à venda de produtos no atacado. Na Ceasa-DF funcionam 150 empresas atacadistas, que oferecem um enorme leque de opções. Pelo menos quatro desses permissionários estão no lugar desde a fundação, na década de 70.

Esse comércio específico representa aproximadamente 75% dos produtos, ou 22 mil toneladas/mês. Alguns têm origem em outras regiões do país – como a maçã, por exemplo, que vem do sul. Outros, da produção local, fortalecendo assim os agricultores do Distrito Federal. O funcionamento é de segunda à sexta-feira, das 4h30 às 17h; e sábado, das 4h30 às 16h.

Varejo
Uma das feiras mais importantes da capital, o Varejão da Ceasa é o ponto de encontro dos brasilienses apaixonados por esse tipo de comércio. É permanente, aos sábados, com quase 160 expositores. Tem 600 bancas com produtos variados, como gêneros alimentícios, artesanato, variedade de castanhas, pratos prontos, como iguarias árabes, sushis, produtos derivados de carne suína, tapioca, cerveja artesanal etc.

Não é à toa que ir à Ceasa aos sábados se tornou tradição para muitos brasilienses. Virou ponto de encontro entre amigos e um ótimo local para as crianças aprenderem desde cedo, a importância de uma alimentação rica em frutas, verduras e legumes.

Funciona aos sábados das 4h30 às 12h (alguns boxes funcionam em horários diferentes).

Mercados orgânico e familiar
No espaço da Ceasa-DF está a maior cooperativa de orgânicos do Distrito Federal e Entorno. Se você busca alimentos de qualidade, certamente encontrará no Mercado Orgânico: são frutas, verduras e legumes orgânicos certificados, saborosos e com qualidade. E, claro, a incrível variedade de produtos zero lactose, sem glúten, sem adição de açúcar e, até mesmo temperos e proteínas. Durante esse período de pandemia o funcionamento está acontecendo às terças-feiras, quintas-feiras e sábados de 6h às 13h30 no pavilhão B13A.

Além disso, se você busca produtos fresquinhos, direto da horta e com qualidade, você pode visitar o Mercado da Agricultura Familiar (MAF), localizado no Centro de Capacitação e Comercialização da Agricultura Familiar (CCC), ao lado do Mercado Orgânico. O MAF é um espaço que fortalece ainda mais os pequenos produtores dentro da Ceasa-DF – e no espaço ainda podem ser encontrados legumes e até café orgânico. Funciona todos os sábados, das 4h30 às 12h, no pavilhão B13A.

Flores e plantas
O principal galpão de comercialização de plantas, flores e artigos para jardinagem não está na Ceasa-DF à toa. A Central Flores é uma associação de produtores de flores e plantas do Distrito Federal, reunindo em um único local inúmeros fornecedores de espécies variadas de flores e plantas.

Hoje, há 24 associados no espaço da Central Flores. Funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; aos sábados, das 7h às 15h.

Enfrentamento à Covid-19
A Ceasa-DF, desde o início da pandemia, busca conscientizar todos os seus frequentadores sobre a prevenção da Covid-19. Foram instalados dispensadores de álcool em gel em vários pilares do Mercado Livre do Produtor (Pedra), local de maior acesso, e também houve aumento do número de dispensadores de sabão nos sanitários.

O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal faz a medição de temperatura das pessoas que entram na empresa e, desde o início da pandemia, são distribuídos cartilhas e cartazes explicativos. Todas essas medidas de prevenção são realizadas para disponibilizar um espaço saudável para o público frequentador da Ceasa, seus funcionários e colaboradores.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente