Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Esportes

Flu atropela Resende e mantém liderança no Rio

Mário Camargo, Edição

O Fluminense fez o dever de casa e atropelou o Resende, neste domingo, no Maracanã, por 4 a 0. A goleada deixa o time na liderança isolada do Grupo B da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, com seis pontos em dois jogos. No domingo que vem, fará clássico com o Vasco, no mesmo estádio. Antes, na quarta-feira, visitará o Figueirense pela terceira fase da Copa do Brasil.

Disposto a matar o jogo logo no começo, o time começou com tudo. Logo aos dois minutos, Yago roubou bola no meio-campo e deixou Nenê na cara do gol, mas o artilheiro da equipe na temporada chutou por cima. Sem deixar o Resende respirar, o time da casa abriu o placar aos sete. Em mais uma jogada com boa participação de Yago, ele achou Pacheco sozinho na direita. O peruano cruzou rasteiro e Wellington Silva escorou para dentro.

Em busca da redenção após a chance perdida, Nenê quase marcou um gol de placa aos 18. O veterano deu um chapéu em Grasson e chutou com perigo por cima da meta. O Fluminense reduziu o ímpeto após o belo lance e chegou a flertar com o empate. Os visitantes chegaram com perigo aos 28, em cruzamento rasteiro que ninguém apareceu para concluir, e aos 39, em chute de Dieguinho defendido por Muriel.

A história do primeiro tempo se repetiu na volta do intervalo. Os torcedores ainda reocupavam seus assentos quando Marcos Paulo aproveitou rebote de Ranule e ampliou a vantagem, no segundo minuto da etapa final. Em ótima fase, o atacante de 19 anos, desta vez como centroavante, marcou seu quinto gol nas últimas quatro partidas.

O jovem só perde na artilharia do time em 2020 para Nenê, que chegou a nove tentos na temporada ao converter pênalti sofrido por Hudson, aos 15. O Resende, que já estava contra as cordas, foi a nocaute.

Sem oferecer qualquer resistência, a equipe do sul do estado sofreu o quarto aos 23, novamente em rebote de Ranule. O goleiro defendeu chute de Nenê, mas não parou a finalização de Gilberto na sobra. A situação definida transformou a partida em treino de luxo para o Fluminense. Ganso e Miguel, que substituíram Marcos Paulo e Nenê, tiveram bons momentos, mas a goleada parou nos 4 a 0.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente