Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Esportes

Fred volta ao Flu vendo Voltaço fazer 3 a 0

Mário Camargo, Edição

O reinício de Campeonato Carioca para o Fluminense. Na noite que marcou a reestreia do ídolo Fred, a equipe de Odair Hellmann viu Egídio perder a cabeça, apresentou uma sucessão de falhas e teve sua falta de efetividade castigada pela eficiência do Volta Redonda. Com gols de Pedrinho (em falha de Muriel) e dois de um inspiradíssimo Saulo Mineiro, o Voltaço garantiu a vitória por 3 a 0 na noite deste domingo, no Nilton Santos, em jogo válido pela quarta rodada da Taça Rio.

O revés não tira o Tricolor das Laranjeiras da ponta do Grupo B (segue com nove pontos), mas a equipe perde a liderança geral do Campeonato Carioca para o Flamengo. Agora, o Rubro-Negro tem 25 pontos contra 24 dos tricolores.

A equipe da Cidade do Aço, por sua vez, vai a sete pontos e chega à última rodada dependendo apenas de si para se classificar às semifinais. Os tricolores duelarão com o Macaé na última rodada da Taça Rio, enquanto o Voltaço medirá forças com o Resende.

Bastaram cinco minutos para o Fluminense mostrar seus desencontros defensivos. Após vacilo tricolor em uma cobrança de falta, Walisson puxou contra-ataque e encontrou Pedrinho livre pela esquerda. Embalado, o atacante avançou como quis e finalizou em cima de Muriel, que falhou clamorosamente e permitiu o gol do Volta Redonda.

Em desvantagem, a equipe de Odair Hellmann se lançou à frente, depositando as fichas na velocidade dos seus jovens. Marcos Paulo arriscou e, na sobra da defesa de Douglas, Evanilson finalizou sobre a zaga. Só que o ímpeto do Tricolor das Laranjeiras sofreu um novo baque aos 15 minutos: Egídio acertou uma tesoura no peito de Wallison e recebeu o cartão vermelho.

Aproveitando a atuação discreta do meio tricolor (em especial do apático Paulo Henrique Ganso), o Voltaço aos poucos voltou a tomar as rédeas da partida e assustou duas vezes. Wallison se desvencilhou da zaga e finalizou nas mãos de Muriel. Em seguida, Marcelo encheu o pé da intermediária e fez o goleiro adversário se desdobrar em lance no qual a bola caprichosamente ainda bateu no travessão.

A expectativa de ver Fred deslanchando novamente com a camisa do Fluminense foi adiada. Diante da inoperância da equipe no primeiro tempo, o camisa 9 foi pouco acionado e viu as tentativas de sair da área para engatar jogadas com Marcos Paulo e Evanilson não funcionarem diante do bloqueio adversário nos 45 minutos que ficou em campo.

As entradas de Caio Paulista e Fernando Pacheco tentaram dar ao Fluminense uma postura mais incisiva na volta do intervalo. Ganso abriu caminho para o peruano, que concluiu por cima do travessão. Em seguida, Orinho alçou e, diante do gol aberto, Caio Paulista cabeceou para fora.

Os erros defensivos não cessaram nem mesmo com a entrada de Orinho. Oportunista, Saulo Mineiro encontrou uma brecha na defesa tricolor para cabecear e deixar o Volta Redonda ainda mais na frente: 2 a 0. A equipe de Odair Hellmann aumentou de vez sua intensidade. Porém, à exceção de finalização de Fernando Pacheco, o Tricolor das Laranjeiras tropeçava em erros e via Michel Araújo e o peruano desperdiçarem chances.

Bem organizado, o Volta Redonda completou sua grande noite com novo momento inspirado de Saulo Mineiro. Após Marcelo perceber novo clarão defensivo tricolor, o camisa 13 tocou na saída de Muriel. A bola mansamente parou no fundo da rede, decretando o 3 a 0 incontestável.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente