Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

General de assuntos estratégicos abandona Maduro e corre para o lado de Guaidó

Foto/Reuters - EstadãoConteúdo
Bartô Granja, Edição

Um general da Força Aérea venezuelana disse renegar a autoridade do presidente Nicolás Maduro e reconheceu o líder oposicionista Juan Guaidó como chefe de Estado em exercício, em um vídeo compartilhado em sua conta no Twitter neste sábado, 2. Ele é o primeiro militar de alto escalão, na ativa, a reconhecer o autoproclamado presidente interino Juan Guaidó.

No vídeo, o general Francisco Yañez, membro da alto comando da Força Aérea, pede aos militares que desertem. A página do alto comando na Internet lista ele, junto com uma foto, como chefe de planejamento estratégico da Força Aérea.

“Me dirijo a vocês para informá-los que não reconheço a autoridade ditatorial e autoritária de Nicolás Maduro e reconheço o deputado Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela”, declarou Yañez, que aparece uniformizado no vídeo, feito em um local desconhecido.

Yañez, diretor de Planejamento Estratégico do alto comando da Aviação Bolivariana, na base aérea de La Carlota, no leste de Caracas, assegurou que “90% da Força Armada Nacional Bolivariana (FAN) não estão com o ditador, estão com o povo da Venezuela”.

“Com os acontecimentos das últimas horas, a transição à democracia é iminente, continuar mandando a Força Armada seguir reprimindo o nosso povo é continuar com as mortes de fome, de doenças e, Deus me livre, de combates entre nós mesmos”, advertiu.

Segundo o general Yañez, “companheiros democratas” do grupo aéreo presidencial lhe informaram que “o ditador tem todos os dias dois aviões prontos”. “Que vá embora!”, enfatizou.

“É um duro golpe para a FANB, embora não tenha comando”, disse à AFP a especialista em questões militares Rocía San Miguel. Em sua conta no Twitter, o alto comando acusou o general de traição.

‘Traidor’ – O comandante geral da Aviação Militar Bolivariana, Major General Pedro Alberto Juliac, chamou de “traidor” e “corrupto” o general Francisco Esteban Yáñez Rodríguez que se revoltou contra Nicolás Maduro.

“Você não pode esperar menos do traidor General Esteban Yañez Rodríguez, sobrinho do general corrupto Yáñez Méndez, que por acaso tem um arquivo de investigação sobre sua corrupção no escritório da Controladoria Geral das Forças Armadas Nacionais”, ele respondeu em sua conta no Twitter.

Em outra publicação, disse que Yanez “não tem qualquer comando sobre as tropas e muito menos unidades aéreas”. Ele acrescentou que “ele não tem liderança dentro da Aviação Militar Bolivariana desde que ele cumpriu funções no planejamento da Aviação”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente