Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Comida quentinha

Homem usava fogo para cozinhar há 780 mil anos

Publicado

Foto/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição - Foto Reprodução

Uma equipe de pesquisadores em Israel anunciou a descoberta do que parece ser a evidência mais antiga de que os ancestrais da humanidade usavam fogo para cozinhar.

Enquanto anteriormente se acreditava que os primeiros Homo sapiens e Neandertais usavam o fogo para fins culinários há apenas 170.000 anos, o novo estudo remonta a cerca de 780.000 anos atrás.

Os pesquisadores chegaram a essa conclusão depois de examinar um local chamado Gesher Benot Ya’aqov, localizado no norte de Israel, perto das margens do rio Jordão, onde foi encontrado um grande número de fósseis de peixes.

Em uma área do local, que continha evidências de uso como lareira, os pesquisadores descobriram um grande número de dentes de peixe, mas poucos ossos de peixe.

Um exame mais aprofundado dos dentes de peixe encontrados revelou que eles foram submetidos a temperaturas entre 250 e 500 graus Celsius. Esta descoberta, juntamente com o fato de que os ossos dos peixes tendem a amolecer e se desintegrar sob tais temperaturas (o que pode explicar a falta desses ossos no local) sugere que o peixe foi cozido, postulam os pesquisadores.

“Foi como enfrentar um quebra-cabeça, com mais e mais informações até que pudéssemos fazer uma história sobre a evolução humana”, disse à mídia Irit Zohar, arqueólogo do Museu Steinhardt de História Natural da Universidade de Tel Aviv.

Embora não esteja claro exatamente como os ancestrais humanos que usaram o local de Gesher Benot Ya’aqov no passado cozinhavam seus peixes, os pesquisadores acreditam que esses povos antigos usavam fornos de barro construídos próximos ao fogo.

Publicidade
Publicidade