Duas rodas

Honda PCX muda o visual e chega por aqui no fim do ano

Foto/Divulgação
Bartô Granja, Edição

A Honda segue apostando firme no scooter PCX, líder de vendas imbatível no Brasil. O modelo passou por uma reestilização na Europa e outros mercado para a linha 2018.

Além do novo visual, o modelo recebeu um novo quadro e mais potência no motor 125 cm³. O quadro agora é do tipo berço duplo e isso permitiu recuar mais os amortecedores traseiros. Eles também receberam novas molas e tem um curso maior.

Segundo a Honda, isso melhorou a ciclística. As mudanças também permitiram reduzir o peso em 2,4 kg. O entre-eixos está 2 mm mais curto, mas o ângulo de cáster segue o mesmo, com 27º. As rodas são mais leves e os pneus mais largos. Na frente, agora vai um 100/80-14 e atrás um 120/70-14. Antes o PCX usava um 90/90-14 e um 100/90-14.

O motor monocilíndrico de 125 cm³ usado na Europa (no Brasil é um 150 cm³ que será mantido) agora rende 12 cv a 8.500 rpm e o torque é de 1,2 mkgf. Um aumento de 0,4 cv. Para isso, a Honda aumentou a caixa de ar, mudou a posição da admissão e revisou o fluxo interno. O corpo do acelerador também aumentou em 2 mm para 26 mm, para receber mais ar durante as acelerações.

Os freios, a disco de 220 mm na frente e 130 mm com tambor na traseira, agora tem sistema ABS (anti-travamento). Até então o scooter só oferecia o sistema de frenagem combinada. Ela segue oferecendo o sistema start-stop (Idling Stop) que desliga o motor em paradas curtas.

COMPARTILHE