Curta nossa página


Honestidade sem preço rende nova amizade e amor em Águas Claras

Publicado

Foto/Imagem:


A honestidade da bancária de Brasília Tanisleila Nascimento chamou a atenção nas redes sociais neste final de semana. Ela postou um “procura-se” depois de perceber que recebeu por engano uma nota de R$ 100 durante uma festa promovida para troca de figurinhas do álbum da Copa do Mundo. Com a ajuda de vizinhas que também foram ao evento, a mulher encontrou a desconhecida horas depois e conseguiu devolver o dinheiro. As informações são do G1.

O encontro aconteceu na manhã de sábado (21), em Águas Claras. Sem família na cidade, a bancária e o marido decidiram levar o filho de 3 anos e a bebê de 3 meses para se aproximar dos vizinhos. Também levaram cerca de 300 figurinhas repetidas, na intenção de encontrar as 17 que faltavam para completarem o álbum.

Enquanto amamentava, Tanisleila foi procurada pelo filho mais velho da fotógrafa Soraia Botelho, que se interessou por 11 figurinhas que ela tinha. Ela topou vendê-las por R$ 2,20, e aguardou enquanto ele buscava o dinheiro. O jovem voltou com a nota dobrada e R$ 0,20 em moedas, e a bancária guardou o dinheiro na bolsa.

Pouco depois, mexendo nas figurinhas em casa, Tanisleila abriu a nota e descobriu que era de R$ 100. “Como perguntava o nome das meninas, me lembrei do nome dela e que estava com 3 filhos, um adolescente e dois menorzinhos. Eu sabia que era ela, só não sabia quem era ela. Foi aí que fiz o post. Eu me senti na obrigação de encontrá-la”, conta a mulher.

A postagem fez com que as vizinhas também quebrassem a cabeça para identificar Soraia. Uma delas, cliente da fotógrafa e com hora marcada para vê-la à tarde, matou a charada. A jovem avisou a profissional, que até então não havia percebido a confusão.

“Ela me perguntou se eu vi o post. Fiquei na dúvida [se poderia ser eu], pois não estava faltando dinheiro na minha carteira”, explica Soraia. “Mas o dinheiro era do meu filho, que deixou comigo. Estava na bolsa, mas fora da carteira. Eu só sentiria falta quando ele me pedisse.”

A fotógrafa procurou então o filho de 17 anos para contar o ocorrido. A reação dele foi pedir perdão, mas, ao descobrir que o dinheiro não era da mãe, começou a rir. A situação incentivou um bate-papo em casa com os três meninos, sobre honestidade e atenção.

“[O mais velho é] bem desligado. Depois até peguei a nota de R$ 100 e a de R$ 2 para ele ver a diferença. Já o pequeno foi logo dizendo que não foi ele que mexeu na minha bolsa”, diverte-se Soraia.

As duas se encontraram em seguida para conversar e destrocar as notas. Mesmo acreditando que a atitude de Tanisleila foi a correta, a fotógrafa decidiu premiá-la com um pequeno ensaio de família, em reconhecimento à atitude “pouco comum”. “Ainda bem que existem pessoas, que se importam com as outras, mesmo sem conhecer, sem pensar em tirar vantagem”, disse.

Chegando em casa, no entanto, uma nova surpresa: Soraia pegou a nota de R$ 100, mas esqueceu de entregar a de R$ 2. Envergonhada, ela procurou a bancária para avisar da confusão. As mulheres afirmam que a experiência rendeu uma nova amizade.

“A maior riqueza que temos é a honestidade e o caráter”, afirmou Tanisleila. “Se eu sabia como encontrá-la, por que eu ficaria com a grana dela? Não acho justo, até mesmo porque foi uma criança que me entregou enganada.”

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade