Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Saúde

Idade está chegando, mas é mesmo hora de parar?

Foto/Reprodução
Marcelo Levites

Nestes últimos dias o noticiário político e econômico não fala em outra coisa senão a reforma da previdência social. E é inevitável não pensar na aposentadoria, temida por uns e almejada por outros. Mas, mesmo após os 70 anos, vejo muitas pessoas se perguntando se é mesmo a hora de parar.

Os mais jovens almejam ficar sentado em uma praia deserta durante todo o dia

É uma resposta bastante difícil, pois a aposentadoria é algo que os mais jovens almejam, com o sonho de ficar sentado em uma praia deserta durante todo o dia. Curtindo o barulho do mar, uma água de coco fresca, pés descalços na areia e sem preocupação na cabeça.

Mas a realidade é um pouco diferente. Algumas pessoas mais velhas, quando chega o momento da aposentadoria se assustam e, simplesmente, negam o momento e não querem parar. Primeiro por estarem apegadas ao trabalho, como algo maior na vida e que, se pararem podem até morrer. Não sentem mais razão na vida.

Outras porque o dinheiro fará muita falta e não pensam em ficar sem ele no final do mês. Esta é uma situação que envolve a maioria dos brasileiros que, mesmo aposentados, se veem obrigados a trabalhar para compor a renda familiar.

Mas há um grupo que o simples medo do fim os leva a também temer a aposentadoria. Estou velho, estou no fim, estou acabado. Saiba que uma coisa é aposentar e outra bem diferente é parar.

Você pode, sim, e deve, encontrar satisfação, beleza e alegria em outras atividades além do trabalho. Ou mesmo o trabalho, mas aquele que faz por satisfação e não por obrigação, para sustentar a família.

Se os seus filhos cresceram, os netos já estão quase chegando na faculdade, é hora sim de olhar para você e admitir o que realmente gosta. O que realmente o faz feliz.

Se chegar a conclusão que é o trabalho, trabalhe, mas não se esforce tanto. Não deixe de aproveitar a vida, fazer aquelas coisas que somente a aposentadoria proporciona – como uma viagem no meio da semana, por exemplo. De praticar aquela atividade física tão prometida e nunca cumprida, de encontros mensais com os amigos, de fazer coisas que somente agora é possível.

Pense, viva, viaje, trabalhe e, principalmente, aproveite. Viva mais e melhor.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente