Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Saúde

Idoso que é esperto mantém vacina em dia

Marcelo Levites

Até o começo do século X a expectativa de vida era menor que 50 anos e as infecções eram fatais. Somente no último século com o uso de antibióticos, vacinas e conhecimento sobre as doenças cardíacas, passamos a viver mais.

Hoje vivemos muito mais e melhor e as vacinas têm um papel fundamental nisso. E essa orientação é muito importante para os idosos.

Além de prevenir diversas doenças, descobrimos durante os últimos anos a associação de um número maior de infartos em pacientes que tiveram gripe e outros vírus respiratórios. Essas descobertas fazem com que, nós médicos, fiquemos mais atentos a descompensações cardíacas seguidas dos quadros respiratórios. E nos permite ser assertivos no tratamento das infecções, observando melhor o paciente a fim de evitar a evolução de um possível quadro de infarto. Nesse sentido, a vacinação contra a gripe e pneumonia é muito importante.

Um estudo do tipo meta análise avaliou outros cinco estudos randomizados que mostraram uma diminuição de risco de 36% na composição de um evento cardiovascular em adultos que receberam a vacina da gripe. O efeito é mais significativo em grupo de doenças com doença coronariana já conhecidas. Um outro estudo de meta análise feito sobre outros 8 estudos observacionais mostram uma diminuição do risco de infarto em 17% em pacientes com mais de 65 anos que tomaram a vacina para a pneumonia.

Diante desses números e da eficácia das vacinas existentes, não há dúvidas de que essa é uma recomendação importante para a população. Como médico, acredito que temos que ajudar nossos pacientes a entenderem a importância da vacinação, sempre respeitando o direito inegociável do indivíduo fazer o que quer. Mas informações corretas e orientações fundamentadas são importantes para quem deseja viver mais e melhor.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente