Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Cultura

II BiblioFest oferece oficiais culturais gratuitas

Carolina Paiva, Edição

Linguagens culturais diversificadas e inspiradas nos 17 Objetivos de Desenvolvimento sustentável da Agenda 2030 serão a base da programação da segunda edição do BiblioFest. Entre os dias 7 e 16 de maio, o evento oferecerá 15 oficinas culturais direcionadas a crianças, jovens e adultos, além de encontros e bate-papos literários com atrações de renome nacional como Laerte, Milton Hatoum e Ricardo Lísias. Os interessados em participar devem se inscrever pelo formulário disponível no site da Associação de Bibliotecários e Profissionais da Ciência da Informação do Distrito Federal (ABDF).

O BiblioFest foi pensado para ser um evento presencial, de forma a reforçar o papel das bibliotecas como um espaço de socialização e convergência de ofertas culturais. Entretanto, com a pandemia de Covid-19, ele teve seu formato adaptado. “O principal desafio desta edição virtual está na interação com os espectadores e na capacidade de tê-los envolvidos nas atividades, especialmente nas oficinas. Para isso, trabalharemos uma dinâmica na qual será priorizada essa interação”, explicou Ricardo Queiroz, curador do II Bibliofest.

Entre as 15 oficinas previstas, quatro são voltadas ao público infantil: musicalização para crianças com o grupo Patubatê; ilustração, com Jô Oliveira; bonecos mamulengos, com Chico Simões; formação do leitor, com a encenação de “Racumim e Racutia – Deu rato na biblioteca”, na qual essas duas ratas de biblioteca interagem com as crianças para instigá-las à busca por esses espaços. A programação completa está disponível no site e redes sociais da ABDF.

Já para o público adulto, o BiblioFest promove oficinas que trazem para o debate os planos de desenvolvimento nacionais e regionais para cumprimento de metas prioritárias à humanidade e ao planeta, em ações sustentáveis e de transformação. Entre os temas que serão abordados nas oficinas, estão as ações das bibliotecas pela Agenda 2030, racismo e representatividade negra na literatura brasileira, antirracismo na formação de coleções e desenvolvimento de acervos, Biblioterapia – técnica que utiliza a leitura no tratamento de distúrbios nervosos -, incidência política na atuação do bibliotecário e formação de cineclubes online.

Os objetivos da Agenda 2030 também serão o viés de 20 bate-papos promovidos com escritores, ilustradores, bibliotecários e artistas. Entre os nomes confirmados, estão a cartunista e chargista Laerte, os escritores Milton Hatoum e Ricardo Lísias, a escritora Maria Valéria Rezende, a ecóloga Nurit Bensusan, os ilustradores Roger Mello e Jefferson Costa, ganhador do prêmio Jabuti em 2019, além de grandes nomes do cenário local e nacional.

De acordo com a curadoria do evento, a segunda edição do Bibliofest se apresenta num contexto de transformação que suscita diversas mudanças culturais e comportamentais. “Para formular novas respostas a novas perguntas, buscamos, nas ações culturais e na articulação com a sociedade, fazer desses espaços de informação e conhecimento uma grande ferramenta para atingirmos a democratização do acesso à informação e o desenvolvimento sustentado”, afirmou Queiroz.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente