Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Impeachment tem dia e hora, mas não é agora

Maria Carolina Marcello

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta sexta-feira, 29, que qualquer avaliação sobre eventual processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro será feita “com muito cuidado” e no momento adequado e reforçou que a prioridade agora é enfrentar a crise decorrente da pandemia da Covid-19 e buscar os pontos de convergência.

Em entrevista transmita ao vivo nas redes sociais da revista Istoé, Maia voltou a dizer que, por ser o presidente da Câmara, figura como “juíz” ao decidir se dá ou não andamento a pedido de impeachment e que por isso evita tecer comentários sobre o tema.

Questionado por que a Câmara ainda não se manifestou sobre os mais de 30 requerimentos de impedimento do presidente já protocolados na Casa, o deputado respondeu que “nossa prioridade

.”E, segundo, esse é um processo político que precisa ser decidido e avaliado com muito cuidado, com muita isenção. O presidente da Câmara, na hora de decidir sobre o deferimento ou indeferimento de um processo de impeachment, é juiz. Não cabe ao presidente da Câmara ter opinião sobre esse tema”, avaliou.

“A única coisa que digo, é que no momento adequado nós vamos avaliar se há ou não, do ponto de vista da assessoria da Câmara, da Presidência, o crime de responsabilidade”, explicou.

O parlamentar acrescentou que no momento tenta “de todas as formas” encontrar caminhos que unam os pontos de convergência para enfrentar a crise do coronavírus.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente