Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Indio, que queria ser presidente, é presidiário

Douglas Corrêa

O ex-deputado federal Indio da Costa foi preso nesta sexta (6) na Operação Postal Off, deflagrada pela Polícia Federal (PF). A ação foi desencadeada pela Delegacia de Combate à Corrupção da Superintendência Regional de Santa Catarina.

Ao todo, foram cumpridos nove mandados de prisão preventiva, dois no Rio de Janeiro. Ex-deputado federal pelo Rio, ele chegou a disputar a presidência da República.

A organização criminosa investigada trabalhava com clientes que têm volume de postagem muito alto, com um fluxo elevado de objetos por mês. Os prejuízos aos Correios, de acordo com a Polícia Federal, pode chegar aos R$ 13 milhões.

A prisão de Indio da Costa foi confirmada pelo advogado dele, Afonso Henrique Destri. Ele informou que o ex-deputadofoi levado para o Presídio José Frederico Marques, em Benfica, zona norte da cidade, que é porta de entrada de presos no sistema penitenciário.

Indio da Costa foi relator, em 2010, da Lei da Ficha Limpa. Seu último cargo público foi como secretário municipal de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação na gestão de Marcelo Crivella.

Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente