Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Tudo cash

Justiça proíbe UOL de falar de imóveis dos Bolsonaro

Publicado

Foto/Imagem:
Pretta Abreu - Foto de Arquivo

Demetrius Gomes Cavalcanti, desembargador do Tribunal de Justiça de Brasília, determinou ao UOL tirar do ar e deixar de publicar novas reportagens que envolvam a compra de imóveis, cash, por membros da família Bolsonaro. A decisão foi tomada em caráter liminar, atendendo a um pedido do senador Flávio Bolsonaro (PL), filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, que tenta a reeleição. As matérias produzidas originalmente pelo UOL tiveram repercussão em toda a imprensa nacional e internacional. Os textos apontavam que dos 107 imóveis adquiridos pelo clã nos últimos anos, ao menos 51 (de onde vem a lembrança de uma boa ideia) foram pagos  em dinheiro vivo. Especialistas entendem que negociações desse vulto, com pagamento em espécie, servem para ‘lavagem de dinheiro’. O UOL, que tem toda a solidariedade de Notibras, recorreu da decisão ao Supremo Tribunal Federal. O recurso será julgado pelo ministro André Mendonça, indicado para o cargo por Bolsonaro.

Publicidade
Publicidade