Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Guerra na Ucrânia

Kiev usa míssil americano e mata 89 russos

Publicado

Foto/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição - Foto Reprodução

O número de militares russos mortos na cidade de Makeevka na República Popular de Donetsk (DPR) após um ataque das tropas ucranianas em 1º de janeiro subiu para 89 depois que os escombros foram removidos, anunciou o vice-chefe do Diretório Político-Militar das Forças Armadas Russas, tenente-general Sergey Sevryukov.

Segundo ele, em 1º de janeiro, às 00h01, horário de Moscou, a artilharia ucraniana disparou seis foguetes HIMARS, fornecidos pelos americanos, em um ponto de implantação temporário de uma unidade militar russa na área de Makeevka. Dois foguetes foram interceptados e quatro atingiram o prédio onde militares russos estavam estacionados.

“A detonação das ogivas HIMARS causou o colapso das estruturas do prédio”, disse o tenente-general Sevryukov. “Imediatamente após a tragédia, o comando e oficiais desta unidade militar, comandantes subalternos e militares de outras unidades tomaram todas as medidas disponíveis para resgatar os feridos. Os primeiros socorros foram prestados, os feridos foram evacuados para instalações médicas. Infelizmente, durante a remoção dos escombros das estruturas de concreto armado, o número de companheiros mortos subiu para 89″, disse.

O tenente-general Servryukov disse que o vice-comandante do regimento, tenente-coronel Bachurin, estava entre os mortos.

Publicidade
Publicidade