Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Nova teoria

Lua tem água (e foi ‘roubada’ da atmosfera terrestre)

Publicado

Foto/Imagem:
Mário Camargo, Edição - Foto de Arquivo

Um novo artigo sugere que a origem da água congelada na superfície lunar são as partes superiores da atmosfera da Terra. Explica-se: a magnetosfera da Terra, que protege o planeta dos raios nocivos lançados pelo Sol, não é esférica, mas sim em forma de cone, graças ao vento solar, e por cerca de cinco dias por mês na época da lua cheia, nosso satélite passa a ponta mais externa desse cone.

Publicado na revista Scientific Reports, o artigo argumenta que, à medida que a lua passa por esse cone, recolhe íons de hidrogênio e oxigênio – os ingredientes atômicos da água – que são capturados nas bandas magnéticas. Se a lua tivesse sua própria magnetosfera, ela interagiria com a da Terra ao passar e possivelmente bloquearia os íons nocivos, mas isso não acontece.

“É como se a lua estivesse no chuveiro – uma chuva de íons de água voltando para a Terra, caindo na superfície da lua”, disse o geofísico Gunther Kletetschka, professor associado da Universidade do Alasca Fairbanks e um dos autores do estudo.

De acordo com suas estimativas, também não é uma quantidade pequena de água: cerca de 3.000 quilômetros cúbicos escaparam da Terra para a Lua por esse método – um pouco mais do que o volume do Lago Vitória, da África. É claro que um pouco de água também chegou à Lua da mesma forma que provavelmente chegou à Terra: por meio de impactos de asteroides e cometas contendo grandes quantidades dela, admite a nova teoria.

A água lunar foi descoberta pela primeira vez em 1976, quando a sonda Luna 24 da então União Soviética forneceu amostras do regolito Sea of ​​Crisis. Uma amostra colunar de dois metros foi retirada, o que revelou que a quantidade de água aumentava com a profundidade.

No entanto, os cientistas ocidentais praticamente ignoraram essa descoberta, levando a agência espacial americana Nasa a alegar que havia feito a descoberta em 2020 usando um telescópio infravermelho montado dentro de uma aeronave Boeing 747.

Encontrar uma maneira de coletar e armazenar água lunar será vital para qualquer missão humana permanente na superfície lunar. Várias agências espaciais lançaram planos para construir bases lunares nas próximas décadas e incluíram planos para explorar a água lunar com mais detalhes.

Além disso, acredita-se que a água exista em muitas outras luas em todo o sistema solar, incluindo as luas de Saturno Enceladus, Titan e Mimas; a lua de Júpiter, Europa; a lua de Urano, Miranda; e o planeta anão Plutão.

Publicidade
Publicidade