Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Vira virou

Lula leva Vené na mão e eleição na Paraíba vira favas contadas

Publicado

Foto/Imagem:
Marta Nobre - Chefe de Redação, Enviada Especial ao Nordeste/Foto Divulgação

À medida em que Lula cresce em intenção de voto no Nordeste (65% dos votos válidos contra apenas 35% para Bolsonaro, segundo a média dos últimos levantamentos dos institutos de pesquisa), crescem juntos seus aliados aos governos estaduais. É o caso da Paraíba, onde o presidenciável do PT manifestou publicamente (veja vídeo abaixo) apoio a Veneziano (MDB).

Com esse apoio, e o simples fato de os petistas abraçarem Vevé, ao lado de Ricardo Coutinho (PT) que lidera com folga a corrida ao Senado, fica claro que Veneziano está com um pé no segundo turno. Depois, é só dar mais alguns passos para assumir o Palácio da Redenção no dia primeiro de janeiro de 2023.

Como é sabido entre os eleitores, Vevé tornou-se a grande aposta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir o comando do Estado nos próximos quatro anos. A escolha foi explicitada pelo próprio Lula. Segundo ele, o atual senador é uma figura simbólica de tudo o que a Paraíba representa no contexto político nacional.

A Paraíba, é bom lembrar, é historicamente conhecida por seu posicionamento progressista, cuja bandeira rubro negra é representativa de toda a irreverência e posicionamento questionador e traços marcantes do Estado.

As pesquisas indicam, por si só, que o candidato aliado a Lula terá votação expressiva. Desde o início da campanha eleitoral, há uma semana, revela, por exemplo, o Instituto Real Time Big Data, Vevé saltou de 14% para 29%, deixando seus adversários para trás, a começar por João Azevêdo (PSB), que tenta a reeleição, que caiu para 25%. Em seguida aparece, embolado com o governador, Nilvan Ferreira (PL) com 23%. Na rabeira, está Pedro Cunha Lima (PSDB) com meros 12%.

Diante desse quadro, analistas políticos avaliam que se Veneziano subir proporcionalmente o que conseguiu na última semana, chegará no dia 2 de outubro bem acima do candidato à reeleição. É prematuro dizer, embora não esteja descartado, enfatizam esses analistas, que Vevé levará no primeiro turno, numa arrancada final que está deixando os adversários desesperados. Mas, com a força de Lula e o carisma de Veneziano, não será surpresa se o povo paraibano gritar, no primeiro turno, que resgatou ‘sua redenção”.

Veja o vídeo

Publicidade
Publicidade