Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Luos, nova proposta polêmica de Agnelo, pode parar na Justiça



O polêmico projeto de Lei de Uso e Ocupação do Solo pode ser barrado pela deputada Celina Leão (PDT), por meio de um mandado de segurança. A Comissão de Assuntos Fundiários convocou uma reunião extraordinária e aprovou o projeto a toque de caixa.

“Foram apresentadas 178 emendas parlamentares e 112 foram aprovadas; eu me abstive de votar porque sei o risco de inconstitucionalidade que a LUOS corre com este número de emendas, que não tivemos tempo hábil para analisar”, disse.

A LUOS define toda a ocupação do solo no Distrito Federal com exceção do Plano Piloto, Cruzeiro e Candangolândia. É a legislação que vai regular o que é residência, o que é comércio, o que é serviço e entidades assistenciais.

A nova lei – atacada até por aliados do Palácio do Buriti – também vai definir, se aprovada, a altura das construções, o tamanho das edificações dentro do terreno, os estacionamentos, o afastamento de uma construção para outra, a permeabilidade do solo a destinação de novas áreas para postos de combustíveis  e áreas para indústria e agricultura.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente