Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Curiosidades

Mais dia, menos dia, eles vão cair aqui na Terra

Bartô Granja, Edição

A Fundação B612, organização sem fins lucrativos com sede nos Estados Unidos, que se dedica a proteger a Terra contra impactos de objetos próximos, conclamou as potências globais a intensificarem os esforços de detecção de asteroides.

‘A hora é essa. Precisamos estar preparados para o momento inevitável em que uma dessas rochas espaciais colidirão com o nosso planeta, relata Danica Remy, presidente da instituição.

Um estudo elaborado pelo grupo admite, porém, que embora o risco de um asteroide atingir a Terra pareça insignificante a curto prazo, também parece quase inevitável a médio e longo prazos.

“É 100% certo de que seremos atingidos, mas não temos 100% de certeza quando. Portanto, precisamos acelerar a taxa de descoberta de asteroides”, afirmou Danica Remy.

Remy também insistiu que a humanidade agora tem a tecnologia necessária para lidar com essa ameaça, com o verdadeiro perigo sendo representado por rochas que podem dizimar uma cidade inteira no impacto.

“O tipo de devastação que estaríamos vendo é mais no nível regional do que no nível planetário, mas ainda terá impacto global – em transportes, redes, clima, clima e comunicação”, observou.

Os especialistas acreditam que a chave para evitar esse cenário macabro é detectar todos os asteroides que possam colidir com a Terra. Opinião semelhante é compartilhada pela dirigente da Nasa Lindley Johnson. “A humanidade deveria se preparar para uma colisão de asteroides; isso é uma questão de tempo”, advertiu.

Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente