Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Major Olímpio quer povo unido para salvar o decreto de arma

Antônio Albuquerque

O ‘decreto de armas’ (porte e posse, em situações diferentes) do presidente Jair Bolsonaro, corre o risco de ser derrotado no Congresso Nacional. Para evitar que isso aconteça, o senador Major Olímpio (PSL-SP) está pregando uma mobilização popular para bombardear , em especial nas redes sociais, os adversários da proposta.

O clima político (contra o projeto) é ruim no Congresso Nacional, admite o senador governista. “Precisamos ocupar todos os espaços e garantir a aprovação do decreto”, disse, em uma das muitas mensagens sobre o assunto postadas nas redes sociais nas últimas horas.

A resistência é forte, afirmou Major Olímpio. “E começa na própria Comissão de Constituição e Justiça”. A CCJ é órgão terminativo. Se a matéria for rejeitada lá, dificilmente chegará ao plenário.

Temendo o fracasso, o representante do bolsonarismo no Senado só vê uma saída: “Ou a população se mobiliza, ou o decreto de armas do Jair Bolsonaro será derrubado”. Major Olímpio lembrou que uma audiência pública proposta por ele para discutir o assunto por especialistas, foi rejeitada pela CCJ. A derrota foi feia: 16 a 4. “Isso é um espelho do que poderá acontecer nos plenários (da Câmara e do Senado)”, advertiu.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente