Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Veículos

McLaren invade Brasil com carro de 2,7 milhões

Foto/Divulgação
José Antônio Leme

A McLaren continua a “invasão” no Brasil. Depois dos lançamentos de 2018, inicia 2019 com a chegada do 600 LT a partir de R$ 2,7 milhões.

Uma unidade já foi entregue e outras três já foram encomendadas. Entre o pedido e a entrega, o carro leva cerca de cinco meses para chegar ao cliente. A produção será limitada a um ano, sem quantidade numerada.

A sigla LT, que significa Long Tail, ou rabo longo, surgiu com o McLaren F1 GTR, o primeiro carro de rua na versão de pista para a prova de LeMans. O 600 LT é apenas o quarto modelo a adotar esse conceito.

Sua base é o 570S Coupe, mas com uma série de mudanças. Cerca de 23% das peças são novas.

Para fazer jus ao “longtail” ele foi alongado em 74 mm. As medidas cresceram por causa do spoiler dianteiro, do difusor traseiro e da asa fixa que ficaram maiores.

Ainda assim o peso foi reduzido em 96 kg se comparado ao 570S Coupe. Mesmo maior, isso ocorre ao uso extenso de fibra de carbono. São 1.247 kg.

Outras mudanças do McLaren 600 LT são a suspensão do tipo ‘duplo A’ de alumínio forjado, sistema de freio de composto de carbono e cerâmica.

Segundo a McLaren, o carro tem ainda respostas mais rápidas de esterço, acelerador e freios.

O McLaren 600LT usa o motor base de todos os esportivos de Woking, um V8 3.8 biturbo, aqui ajustado para 600 cv e 63,2 mkgf. O trem de força recebeu melhorias no sistema de refrigeração e de escape.

Ele acelera de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos, de 0 a 200 km/h em 8,2 s e atinge a máxima de 328 km/h.

Seu interior é bem parecido com o de outros modelos da marca. Traz uma central multimídia vertical, painel de instrumentos digital, volante revestido de alcantara e fibra de carbono à mostra. O interior poderá ser personalizado pelos compradores.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente