Curta nossa página


Menor contratado por amante mata mulher errada no Itapoã

Publicado

Autor/Imagem:


A Polícia Civil prendeu um homem de 63 anos suspeito de ser o mandante da morte de uma mulher num condomínio do Itapoã. O crime aconteceu no último sábado (28).

Segundo a Coordenação de Repressão a Homicídios (CH), um menor de 16 anos, contratado por R$ 1 mil para cometer o crime, matou outra mulher por engano.

As duas mulheres usavam um adereço em formato de flor no cabelo. Apontado como mandante do crime, Antônio Pereira, suposto amante da sobrevivente, permaneceu calado durante depoimento, segundo a Polícia Civil.

Pereira foi preso no mesmo dia do crime. Ele foi transferido para a Papuda, onde deve aguardar pelo julgamento. O suspeito vai responder por homicídio duplamente qualificado e, se condenado, pode pegar até 30 anos de cadeia.

O adolescente de 16 anos foi apreendido e vai responder por ato infracional análogo a homicídio duplamente qualificado.

Segundo o delegado Cícero Jairo, o menor disse em depoimento que recebeu instruções de Pereira para matar a ex-mulher dele durante uma confraternização. Ela estava em uma das casas do condomínio, junto com outros convidados, assistindo ao jogo entre Brasil e Chile.

Armado com um revólver calibre 32 entregue por Pereira, o menor entrou na residência e deu um tiro na cabeça de Maísa Dias Carvalho, de 22 anos, que também usava um adereço no cabelo em formato de flor.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.