Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Água Boa

Mistério ainda ronda morte da miss Andressa Kauara

Publicado

Foto/Imagem:
Pontes de Miranda Neto II - Foto Reprodução

No município de Água Boa, no Mato Grosso, conhecido como o Coração do Brasil, ronda um mistério triste. É grave ninguém saber até hoje o que motivou suposto suicídio de Andressa Kauara, ex-miss Água Boa. A jovem foi encontrada enforcada em dezembro do no passado na área dos fundos de sua residência, no bairro Operário.

Andressa era vastamente relacionada e de família muito conhecida. Trabalhava no Cartório do Primeiro Ofício de Registro de Imóveis da Comarca. Antes da sua morte trágica, Andressa Kauara vinha reclamando de suposto assédio moral no trabalho.

Em postagens nas redes sociais, ela chegou a relatar que “a inveja e a maldade das pessoas nos sugam. Entrei no cartório e tô comendo o pão que o diabo amassou com aquele povo. Gente de todo lado querendo me destruir. Tô com minhas energias completamente sugadas. Só coisa ruim me acontecendo lá. Tem hora que dá vontade de desistir, sério mesmo. É uma perseguição tremenda!”.

Na época, o cartório era administrado por Maria Aparecida Bianchin, que vinha respondendo por três serventias extrajudiciais e recebendo teto por duas delas, algo proibido pelo Conselho Nacional de Justiça.

Bianchin, recentemente, saiu do cartório para assumir outro e deixou em seu lugar Luziana Maria Maziero, que vem lutando para ficar como nova interina da serventia. As mudanças vão e vêm, mas o mistério do suicídio continua. Se ficar provado que Andressa Kauara foi vítima de assédio moral no trabalho, caberá, pelos familiares, pedido de indenização.

Publicidade
Publicidade