Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


São Paulo

Mostra lembra artistas negros que passaram pelo Municipal

Publicado

Foto/Imagem:
Elaine Patricia Cruz/Via ABr - Foto Peter Happer

Uma mostra iconográfica apresenta ao público, desta sexta-feira (9) até 29 de março do próximo ano, os artistas negros que ajudaram a construir a história do Theatro Municipal de São Paulo. Com entrada gratuita, a mostra Presente! – Presenças negras no Theatro Municipal de São Paulo será aberta hoje (8) na sala de exposições da Praça das Artes, localizada na Avenida São João, na região do Vale do Anhangabaú.

A exposição é fruto de levantamento documental feito pelo Núcleo de Acervo e Pesquisa do Municipal, que encontrou mais de 280 registros de diferentes espetáculos, eventos e intervenções políticas que tiveram como protagonistas mulheres e homens negros. Estão expostos programas de espetáculos, fotografias, borderôs, vídeos, cartazes, partituras, trajes e adereços que marcaram a presença de artistas negros no Municipal. O projeto da expografia é assinado por Ricardo Muniz Fernandes.

Também integram a exposição trechos de 34 entrevistas com funcionários negros do teatro. “Essa experiência de registros documentais de história oral de trabalhadores serviu como uma primeira experiência para uma ação que pretendemos aprofundar e produzir registros da história oral dos trabalhadores do Theatro Municipal de São Paulo”, disse a pesquisadora do Núcleo de Acervo e Pesquisa Anita Lazarim.

Nesta quinta-feira, na abertura da mostra, o Coro Lírico Municipal e a pianista Marizilda Hein vão apresentam, às 19h, no vão da Praça das Artes, o Hino da Abolição, de Gomes Cardim. A partitura manuscrita desse hino integra a exposição.

Além de celebrar artistas que se apresentaram dentro do centenário edifício do Theatro Municipal paulistano e também seus funcionários, a mostra pretende dar visibilidade à atuação de entidades e organizações da sociedade civil que ocuparam ou fizeram parte da programação da instituição.

“A exposição revela que o Theatro Municipal também foi constantemente disputado por outros grupos sociais que não somente a elite; que existiram – e de alguma forma se realizaram – outros projetos, tensões, diferentes perspectivas de cultura e política. A exposição ajuda a construir uma perspectiva mais plural sobre o significado do Municipal para a cidade de São Paulo e para o Brasil”, disse, em nota, o coordenador do Núcleo de Acervo e Pesquisa do Complexo Theatro Municipal, Rafael Domingos.

Publicidade
Publicidade