Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Esportes

Motor de Leclerc falha. E Hamilton vence no Barhein

Foto/Reprodução
Mário Camargo

O britânico Lewis Hamilton levou sua Mercedes ao lugar mais alto do pódio no GP de Fórmula 1 do Barhein, disputado neste domingo, 31. Seu companheiro de equipe Valteri Bottas chegou em segundo.

O dia foi de frustrações para a Ferrari. Praticamente com uma dobradinha garantida até depois da metade da corrida a escuderia italiana viu o carro de Charles Lecrec perder potência e ser ultrapassado pelas duas Mercedes, e Sebastian Vettel perder o aerofólio e a asa dianteira.

Resultado: Leclerc, que dominava com folga de 20 segundos, chegou em terceiro, e Vettel em quinto. Max Verstappen, com sua Red Bull, ficou com a quarta posição.

O início da corrida foi muito movimentado no Bahrein. Vettel largou muito bem, e de cara, assumiu a liderança, deixando o companheiro Leclerc para trás. Na sequência, foi a vez de Valtteri Bottas ultrapassar o novato da Ferrari, colocando assim a Mercedes na briga pela ponta. Hamilton, por sua vez, aparecia em quarto.

Muito determinado, contudo, o monegasco tratou de iniciar a sua recuperação, e não demorou para ultrapassar Bottas. Logo depois, Hamilton também deixou o finlandês para trás. Leclerc, no entanto, não estava satisfeito com a vice-liderança, e foi diminuindo a diferença para Vettel até conseguir de volta a primeira posição.

Após a primeira parada, Hamilton colocou pneus macios, subiu para segundo e passou a pressionar Leclerc. O monegasco, contudo, estava muito bem na corrida, e marcou a volta mais rápida da prova. Vettel aparecia em terceiro, Bottas em quarto e Verstappen, correndo por fora, em quinto.

Aos poucos, Hamilton foi perdendo força e viu Vettel encostar, ao passo que Leclerc ficava cada vez mais distante, com quase sete segundos à frente. Pouco tempo depois, o alemão voltou ao segundo lugar, enquanto seu companheiro de Ferrari caminhava a longos passos rumo ao triunfo.

Na parte de baixo da disputa, Grosjean teve de abandonar a prova por conta de problemas no carro, enquanto Sainz amargava a última colocação. Ex-Ferrari, Kimmi Raikkonen brigava com o novato Norris pela sétima posição.

Com 24 segundos de vantagem sobre o segundo colocado, Leclerc parou nos boxes e retornou novamente na liderança. Depois de também pararem, Vettel e Hamilton retornaram travando uma interessante briga pela segunda colocação. No meio dessa disputa, contudo, o alemão acabou rodando sozinho, perdeu a asa dianteira e ficou muito para trás, sendo obrigado a parar novamente.

O piloto da Ferrari voltou dos boxes na oitava posição, e foi se recuperando até chegar no quinto lugar. Verstappen, em quarto, dificultava uma maior subida do alemão. Hulkenberg, logo atrás, também não facilitava, e seguia na cola de Vettel.

Se a Ferrari de Vettel teve problemas, com Leclerc não foi diferente. Quando a vitória parecia já assegurada, a nove voltas do fim, o monegasco começou a ter problemas no motor. Dessa forma, a vantagem que era de cerca de nove segundos, começou a cair bruscamente, enquanto Hamilton pressionava muito forte.

Sem recuperação de energia, com cerca de 150 cv a menos, a Ferrari de Leclerc não resistiu, e só coube a Lewis Hamilton realizar uma tranquila ultrapassagem, assumir a liderança e vencer o GP do Bahrein.

A Fórmula 1 retorna nos dias 12, 13 e 14 de abril, com o Grande Prêmio da China. A corrida está marcada para as 3h10 (horário de Brasília) do domingo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente