Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Casa e Decoração

Nem toda casa deve ter sempre a cor rosa

Ana Lourenço

“No feminino existe força e sensibilidade, existe ternura e frieza. Cada feminino é diferente entre si porque não existe uma fórmula feita de como ser mulher, por mais que tenham tentado nos colocar nessa caixinha por tantos séculos”, dispara Isabela Faggiani, de 23 anos.

Simone de Beauvoir dizia que não se nasce mulher, torna-se. Torna-se a partir do comportamento, do aprendizado, da auto aceitação, do convívio na sociedade. E, acredite, a transformação da mulher está conectada até mesmo com a decoração.

A arquiteta Cristiane Schiavoni explica que antes, a cozinha, por exemplo, era o lugar da mulher, onde ela tinha liberdade para decorar e organizar tudo do jeito dela. “Hoje, no entanto, o que as mulheres mais querem é um cantinho só dela. Um closet, um quarto para maquiagem, um home office”, diz.

A ideia de que existem coisas somente para mulheres ou somente para homens é antiquada. Mas, de acordo com três arquitetas, existem pontos que são priorizados pelas clientes quando renovam os ambientes.

Detalhes
“A mulher dá muito atenção ao detalhe. Ela olha para o todo, quer participar e entender tudo”, pontua a arquiteta Gabriela Prado. Segundo ela, de modo geral os tons quentes são os preferidos das suas clientes. “Vinho, terracota, azul”, exemplifica. Caso a cor não seja utilizada, para dar um charme aos ambientes mais básicos, a estampa é a opção.

Multifuncionalidade
Dizem que mulheres sempre estão fazendo mais de uma coisa ao mesmo tempo. Pensando nisso, os móveis utilizados por elas são, normalmente, criados para acompanhar esse cotidiano agitado. Além de garantir organização e facilidade nas buscas dos objetos, ter tudo disponível em um só local, otimiza o espaço da casa. “É preciso colocar a personalidade e a necessidade da mulher nos projetos”, fala Cristiane.

Plantas
Por serem mais sensíveis e mais atentas aos detalhes, trazer vida para dentro da casa é muito importante para elas de modo geral. Além dos benefícios respiratórios e as características benéficas de cada espécie, as plantas dão mais aconchego e frescor aos ambientes da casa. As formas de composições de tal paisagismo também são preferência entre as mulheres.

Texturas
Não importa o lugar. Uma almofada, uma cortina ou um tapete pode fazer toda a diferença em um projeto. Especialmente trazer o tal do toque feminino. Aqui as possibilidades são inúmeras e, uma vez que são decorações pontuais, é possível se soltar. “Quando a pessoa vai fazer o cantinho dela, ela se liberta de alguns paradigmas. Ela se permite”, explica Cristiane.

Falta de excesso
“O feminino está na sutileza das linhas curvas, a delicadeza do cristal, a sutileza da composição…” posiciona a arquiteta Beatriz Quinelato. Os traços finos dos objetos e móveis, junto com a harmonia da composição dentro de um mesmo cômodo o transforma em delicado. A iluminação, por exemplo, cumpre um papel muito maior do que iluminar; também decora os ambientes feitos por e/ou para mulheres. Arandelas, lustres e pendentes estão entre os favoritos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente