Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Hormese

Nem tudo que estressa é ruim… ao menos a memória melhora

Publicado

Foto/Imagem:
Egor Shapovatov/Via Sputniknews - Foto Reprodução

A hormese é o efeito estimulante de doses moderadas de estressores; a estimulação de um sistema por influências externas não fortes o suficiente para causar danos. Um novo estudo elabora essa teoria no campo psicológico. É o que dizem pesquisadores da Universidade da Geórgia, que  analisaram o impacto do estresse na memória das pessoas.

Em seu estudo, eles coletaram informações de 1.200 participantes que responderam a um questionário descrevendo detalhadamente o nível de estresse e seu impacto na vida. Os participantes então passaram por uma série de testes que mediram sua atenção e memória.

“Os resultados evidenciados no presente estudo demonstram os benefícios cognitivos da exposição a níveis de estresse baixo a moderado. Esperamos que estudos futuros possam aprofundar nossa compreensão de como a hormese pode estar por trás do desenvolvimento da adaptação ao estresse e potencialmente resiliência entre os indivíduos que vivem em ambientes estressantes”, disseram os cientistas.

Descobriu-se que os participantes com níveis mais altos de estresse tinham menos atividade na área do cérebro responsável pela memória de curto prazo. Os participantes com níveis de estresse baixo a médio tiveram mais atividade na mesma área do cérebro. Os resultados do segundo grupo também foram melhores.

Os pesquisadores esclareceram que não mediram os níveis de estresse dos participantes medicamente, usando as próprias respostas dos participantes a uma série de perguntas pré-elaboradas para avaliá-los.

Publicidade
Publicidade