Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Veículos

Nissan apresenta seu novo conceito de sedã esportivo

Foto/Divulgação
Mário Camargo, Edição

A Nissan mostrou no Salão de Detroit que ainda está de olho nos sedãs, segmento que vem retraindo em favor dos SUVs. O conceito IMs é na verdade um crossover entre sedã e utilitário, descrito pela marca como um “sedã esportivo elevado”.

O visual mistura linhas suaves com cortes mais abruptos, e mostra como os sedãs da marca podem evoluir no futuro. A frente é dominada por uma grade nada convencional e os faróis são divididos em blocos verticais. Como o modelo é elétrico, não há entrada de ar.

Para trás, o IMs tem perfil robusto, com teto rebaixado e estilo mais parecido com modelos atuais da Nissan. As rodas de 22 polegadas e estilo agressivo dão ares esportivos ao modelo. Não há coluna central e o conceito tem portas estilo suicida, que se abrem em direções opostas. As lanternas traseiras formam hologramas e as maçanetas das portas são escondidas.

A cabine tem particularidades. O volante é pequeno e tem base e topo achatados. À frente do motorista, há duas telas que comandam as funções vitais do carro. Ao centro do painel, uma tela maior serve ao sistema de entretenimento. Na segunda fileira de bancos, os dois assentos podem ser dobrados para formar uma única poltrona central.

O conceito tem dois motores elétricos que entregam 490 cv e 81 mkgf. A Nissan não deu dados de desempenho, mas a autonomia esperada é de 611 quilômetros entre recargas.

O IMs também tem modo totalmente autônomo de condução. Quando acionado, o volante fica retraído para dar mais espaço ao motorista. Por fora, os faróis mudam de cor e uma faixa se acende pela lateral do carro para avisar a outros motoristas e pedestres de que o carro se encontra em modo autônomo.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente