Sol Nascente 4

No quintal de Brasília, a poeira e a lama nos sapatos

Foto/Arquivo Notibras
Pedro Nascimento

Por se formar sem planejamento, Sol Nascente foi se estruturando do jeito que dava. E como na maioria das vezes não dava, ia assim mesmo. Sem calçamento e asfalto, o que sobra para a população é ter de lidar com a terra vermelha nos dias ensolarados do período da seca, ou o caminho de lama quando chove.

Apenas 9% dos habitantes possuem rua asfaltada. E desses, só 5% possui meio fio. E para os que acham que a terra só causa o incômodo de ter de lidar com os pés sujos, se engana. Essas condições também desembocam em problemas de saúde por respirar a terra e a sujeira da região. A dona de casa Maria Cléia Ferreira, de 20 anos, por exemplo, já teve de internar os dois filhos diversas vezes em decorrência de bronquites agravadas pela poeira.

“Foi um sufoco. Eu passei quase 20 dias com ele no hospital entre a vida e a morte, e isso tudo por um problema que o governo garante que vai resolver”, reclama. “E não foi só ele. A minha filha mais nova também foi parar no hospital pelo mesmo problema!” acrescenta. Segundo ela, as crianças da região vivem adoecidas e, para achar um hospital mais próximo, as famílias têm que se deslocar até o Hospital Regional da Ceilândia, há sete quilômetros da expansão habitacional.

De acordo com o médico sanitarista Apolo Heringer, as doenças causadas pela poeira podem ser inúmeras. “A poeira pode provocar alergias, irritações e até enfermidades como bronquite, porque o nosso nariz foi feito para respirar o ar puro”, explica. Mas, segundo o sanitarista, o asfaltamento nem sempre é a melhor alternativa. “O asfalto é muito bom para avenidas e estradas, mas em uma comunidade pode gerar muita insegurança por conta dos acidentes de trânsito”, alerta. “Uma boa alternativa seria um tipo de calçamento ecológico, que não estimule a corrida de carros, como os blocos”.

Ele acrescenta que as soluções podem começar em casa. “Para evitar doenças como bronquite e bronquiolite os pais precisam estar sempre com cobertores, cortinas e panos limpos, evitar a utilização de tecidos como lã e, sempre que possível, colocá-los no sol para evitar a proliferação de ácaros”, indica. “E contra a poeira também tem jeito. O plantio de árvores pode ajudar muito esse problema, já que as árvores absorvem nutrientes do solo e devolvem em forma de ar puro”, acrescentou.

COMPARTILHE