Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mulher

Nova marca vai sair e vestir de Brasília para o Brasil

Carolina Paiva, Edição

Três jovens mulheres tiraram do papel o sonho de empreender, diante da mudança de comportamento dos consumidores e das reflexões sobre igualdade de gênero, cada vez mais vivas no cotidiano. Trata-se da Lumas, camiseteria que nasceu com o propósito de promover o protagonismo feminino por meio de mensagens de impacto em um negócio sustentável. Fernanda Sales, Laura Christine e Yasmin Franklin são os nomes à frente da marca, que passou por um processo inovador de criação e lançará, em breve, uma coleção cápsula de camisetas com frases enaltecendo a potência das mulheres.

Os dizeres dos produtos incluem: “Liberte-se”, “Amar a si mesma é uma revolução”, “Seja sua própria luz”, “Perfeita é a coragem de ser e im.per.feita”. Fernanda Sales explica que lumas é dar luz, significa gestar e promover movimentos ressoando a voz feminina. “Existimos para iluminar a potência feminina, aflorando acolhimento e equidade. Queremos ser referência na produção de moda consciente e com propósito, promovendo o protagonismo feminino, despertando mulheres para a autorrealização”, explica Fernanda.

A sustentabilidade é uma das diretrizes da marca, que compreende esse ativo como sendo parte de todo o processo criativo e de produção. As ações vão desde a priorização da cadeia produtiva de mulheres, à valorização da diversidade e da cultura local, além da seleção de matéria-prima eco-friendly. “Vamos promover liberdade, autoconfiança e empoderamento feminino em todos os processos, envolvendo o consumidor e os stakeholders”, completa Yasmin.

Processo criativo
A marca  nasceu a partir de um modelo de cocriação, considerando o processo aberto de planejamento estratégico e de branding, com compartilhamento do conhecimento de criação. “Sim, abrimos as nossas planilhas, explicamos o que tinha sido feito e gravamos os encontros compartilhando com a audiência. Quem quiser ver na prática como montar um planejamento estratégico, preencher um Canvas ou SWOT, pode ir lá nos posts, pois não poupamos detalhes”, conta Laura Christine, também sócia da empresa.

Especialistas como Ricardo Masstalerz (Empretec DF), Bruno Rafael (Sambarelove) e Gilberto Soares (R2 Produções) contribuíram como convidados da marca, inclusive indicando a metodologia para quem está se estruturando ou reestruturando neste momento. “Lançar uma marca sem produto reforça ainda mais a hierarquia da marca, fortalecendo o negócio, pois se amanhã o produto se tornar obsoleto, a marca está acima, podendo usar sua força para novos produtos, sendo sustentável”, explica Fernanda Sales, sócia da marca.

O modelo aberto de cocriação chamou a atenção de outros profissionais do mercado, como Gilberto Lima, presidente do Instituto Iluminante, empresário, futurista, ex-presidente da Câmara dos Países de Língua Portuguesa – CPLP, ex-diretor da APEX e fundador da AJE – Associação dos Jovens Empresários de Brasília; Anne Bonatto, especialista em Marketing de Influência; Julia Barbeito, em branding de Marketing Digital; e Nat Rezende, head do Carnaval no Parque nos anos de 2018, 2019 e 2020.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente