Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Novo normal tem flores, mas sem os piqueniques

Rosi Araújo

Ao longo dos últimos meses, o Jardim Botânico de Brasília (JBB) tem reaberto gradativamente os seus espaços para receber visitantes, sempre de acordo com as orientações de segurança sanitária do Governo do Distrito Federal.

Entre as medidas mais recentes está a autorização para a reabertura dos estabelecimentos comerciais do local, mas com a ressalva de que, enquanto permanecer a situação de emergência provocada pelo coronavírus, continuam proibidos os piqueniques e qualquer outro tipo de aglomeração nas áreas comuns (recintos com bancos e mesas, salas de exposição, playgrounds etc).

Já os restaurantes e quiosques do Jardim Botânico estão submetidos às regras de funcionamento estabelecidas pelo GDF.

Diretora-executiva do JBB, Aline de Pieri enfatiza a importância de medidas como a obrigatoriedade do uso de máscara, e pede a colaboração dos frequentadores. “No caso dos restaurantes, eles devem seguir e garantir que os clientes respeitem as normas de segurança sanitárias estabelecidas. Já os quiosques podem vender seus produtos, desde que não sejam consumidos no local”, esclarece Aline.

A área de visitação do Jardim Botânico tem 526 hectares e é destinada à preservação de espécies vegetais, ao desenvolvimento de pesquisa, à educação ambiental e ao lazer – que, por enquanto, também não permite aos frequentadores a realização de refeições ao ar livre ou piqueniques. A exceção é um restaurante que oferece refeições no estilo piquenique, com regras rígidas de distanciamento.

“Os visitantes devem contribuir no cumprimento das normas de visitação: o uso da máscara, inclusive nas trilhas, as regras de distanciamento social e a etiqueta respiratória. São medidas de segurança para todos”, reforça a diretora.

Como e o que visitar
O Jardim Botânico cobra um ingresso de visitação de R$ 5 por pessoa, com pagamento apenas em dinheiro. Não é cobrada a entrada para crianças com até 12 anos, idosos e pessoas com deficiência. O horário de funcionamento é das 9h às 17h, de terça-feira a domingo.

Atualmente, os espaços abertos na estação ecológica são os seguintes: banheiros, bebedouros, orquidário, parquinho infantil, mirante do jardim de contemplação, sala de exposição, sinos do Jardim Japonês, Oficina da Natureza, Casa da Permacultura, Espaço Ciência, Espaço Água, Espaço Montarroyos e Centro de Excelência do Cerrado.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente