Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Veículos

Novo Wrangler chega com preços variados

Foto/Divulgação
Tião Oliveira

O Jeep Wrangler 2019 já pode ser encomendado no Brasil. As primeiras unidades da nova geração do modelo começam a ser entregues no mês que vem. Inicialmente, virá apenas na versão Sahara, com preços entre R$ 240 mil (duas-portas) e R$ 260 mil (quatro-portas).

O Wrangler 2019 Sahara vendido no Brasil tem motor 2.0 com injeção direta de gasolina e turbo. O quarto-cilindros, que estreou no Cherokee (que não é mais vendido no Brasil), tem 273 cv de potência e 40.8 mkgf, disponíveis a partir das 3 mil rpm.

Esse propulsor é opcional nos EUA. O Wrangler vendido por lá vem de série com o 3.6 V6 de 285 cv. Entre as novidades também há um 2.2 turbodiesel. Por ora, não se sabe se esse motor virá ao mercado brasileiro.

O câmbio oferecido aqui, automático de oito marchas, também é extra no mercado norte-americano. Por lá a transmissão que vem de fábrica no Jeep é manual de seis velocidades.

O Renegade repetiu o bom resultado de janeiro e fechou fevereiro novamente na primeira posição entre os SUVs. Foram 4.706 unidades.

Embora tenha mantido o visual quadradão, o Wrangler 2019 é um carro bem diferente do anterior. O modelo da Jeep ganhou nova plataforma, recebeu mais recursos tecnológicos e teve a ganhou melhorias nos ângulos de ataque e transposição.

Com isso, a capacidade off-road foi aprimorada. Outra novidade é o grande número de peças feitas de alumínio, que ajudaram a reduzir o peso do Wrangler 2019. É o caso das portas e do capô, por exemplo. Como resultado, a linha 2019 do Jeep ficou 90 km mais leve que a anterior.

O novo Wrangler traz vários recursos mecânicos e eletrônicos para encarar trilhas. O Jeep tem chassi de alta resistência, que permite encarar com valentia os impactos com pedras e galhos.

Trata-se de um “off-road raiz”: a tração 4×4 é acionada por meio de alavanca. O diferencial é autobloqueante, como convém a um bom jipe, e, conforme o caso, é possível enviar 25% do torque para cada roda. Para direcionar a força total para o eixo traseiro, basta mover um botão na parte inferior do painel central para cima e para baixo.

O motorista também pode desconectar o controle eletrônico da barra estabilizadora. Com isso, o Wrangler 2019 ganha flexibilidade para encarar trechos difíceis. Em condição normal, o sistema permanece ativado, de modo a reduzir a rolagem da carroceria.

Durante o lançamento do Wrangler 2019, em agosto do ano passado, a única versão confirmada para o Brasil foi a Rubicon. Essa opção virá, mas ainda não há informações sobre a data de estreia.

Para o mercado são cinco as opções disponíveis. A de entrada é a Sport. Acima desta vem a Sport S, depois a Sahara, a Rubicon e a Moab, que ocupa o topo da gama.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente