Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Veículos

O que esperar do SUV montado sobre o Mustang?

Hairton Ponciano

Bastou a Ford divulgar um teaser de seu futuro SUV elétrico com linhas inspiradas no Mustang, e pronto. A polêmica estava armada. Afinal, provavelmente até há pouco tempo as três palavras (Mustang, elétrico e SUV) nunca haviam sido proferidas na mesma frase. Seria o mesmo que tentar misturar petróleo e água do mar sem chamar a atenção mundial.

Bem, a Ford conseguiu. Não, ela não deve ter nenhuma responsabilidade sobre o óleo que está manchando as praias do Nordeste brasileiro. Ela apenas anunciou a intenção de lançar um SUV com motor elétrico e estilo inspirado no do modelo esportivo.

Em um primeiro momento, puristas vão sofrer, reclamar, espernear e chorar. Em um segundo momento, o mundo provavelmente vai agradecer. Os planos da montadora são ambiciosos, e o novo carro, que ainda nem nome tem, é apenas a jogada inicial.

O modelo será revelado em meados de novembro, no Salão de Los Angeles, EUA. E poderá ser semelhante à projeção do designer Kleber Silva, reproduzida acima. Há quem diga que o modelo se chamará Mach 1. Outros apostam em Mach E, numa alusão à eletricidade. Mas o nome não importa tanto, e sim o que ele significa.

A Ford planeja vender 600 mil veículos elétricos apenas na Europa nos próximos seis anos. Recentemente, a marca do oval azul firmou um acordo com a Volkswagen e a Rivian para acelerar o processo de lançamento de veículos elétricos. Daí podem surgir não apenas SUVs, mas também picapes elétricas.

O curto vídeo abaixo mostra alguns detalhes do conceito que será mostrado em Los Angeles em pouco mais de duas semanas. Mais precisamente, no dia 18.

O teto tem a típica curvatura de um cupê, além de lanternas traseiras com três filetes verticais, como o Mustang. A dianteira guarda lembranças do Mustang GT350 e GT500.

Graças ao exterior mais arredondado, o SUV se assemelha mais a um automóvel do que a um SUV, com suas linhas mais convencionais, teto alto e dois volumes.

Não é possível afirmar por enquanto se o SUV elétrico poderá ser considerado “irmão gêmeo” do esportivo, mas os detalhes não escondem a semelhança.

De olho na Tesla, o modelo final terá autonomia em torno de 530 km. A expectativa é a de que as vendas comecem no ano que vem. O crossover Tesla Y, recém-lançado, tem autonomia de 480 km.

Infelizmente, ainda faltam muitos detalhes sobre a máquina misteriosa. Mas ela será produzida na fábrica de Flat Rock, Michigan, nos EUA. E não mais na planta de Cuautitlán, no México, como planejado anteriormente.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente