Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Olavo esquece generais e agora mira Bolsonaro

Foto/Arquivo Notibras
Antônio Albuquerque

Depois de perder a batalha virtual que travava com os generais – em especial o vice Hamilton Mourão e o secretário de Governo Santos Cruz -, o escritor-filósofo-guru-astrólogo do Palácio do Planalto decidiu apontar sua artilharia para o presidente Jair Bolsonaro.

Em sua trincheira do Twitter, baseada em solo norte-americano, Olavo foi irônico com o presidente, ao agradecer “a chance que o senhor me deu de ser o seu boi-de-piranha”.

Foi a resposta à nota de Bolsonaro divulgada no início da semana, contra os ataques de Olavo aos militares. Segundo Bolsonaro, as críticas de Olavo “não contribuem” para o “projeto de governo”.

Na postagem da noite desta quarta (já quase madrugada de quinta no Brasil ) Olavo dá a entender que foi atacado pelas costas. “Pelo menos metade das pancadas que lhe eram dirigidas e em seguida sendo acusado de ter o comportamento divisionista que de fato é o do seu querido vice-presidente”, disse, numa referência ao vice, general Hamilton Mourão.

Em suas redes sociais, Olavo já publicou uma série de postagens contra Mourão, criando celeuma na base militar da Presidência. A uma delas, o vice reagiu, dizendo que Olavo deveria se limitar à função de “astrólogo”.

Para incendiar ainda mais o clima, clima, ao menos dois filhos do presidente acreditam na tese olavista de que Mourão conspira contra Bolsonaro.

A tuitada de Olavo
Obrigado, sr. presidente, pela chance que o senhor me deu de ser o seu boi-de-piranha, levando nas minhas costas pelo menos metade das pancadas que lhe eram dirigidas e em seguida sendo acusado de ter o comportamento divisionista que de fato é o do seu querido vice-presidente.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente