Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Esportes

Palmeiras bate River e abre vantagem para ir à final

Antônio Albuquerque, Edição

O Palmeiras deu um grande passo na busca por uma vaga na final da Copa Libertadores, ao derrotar o River Plate (Argentina) por 3 a 0, na noite desta terça-feira (5) no estádio Libertadores de América, em Buenos Aires, na partida de ida das semifinais. Agora, o time paulista recebe os hermanos no Allianz Parque, em São Paulo, na próxima terça-feira (12), podendo perder por até 2 a 0 que garante a vaga.

Jogando em casa, o River começou a partida pressionando a equipe comandada pelo técnico português Abel Ferreira. Assim, a primeira oportunidade do time argentino não demora a aparecer. Logo no primeiro minuto, Borré chutou para fora com perigo após receber de Matías Suárez. Quatro minutos depois, o atual vice-campeão da Libertadores quase abriu o placar, quando Carrascal bateu da pequena área para grande defesa de Weverton.

Aos 20 minutos, o River Plate teve nova oportunidade, com Borré, que chegou de carrinho, mas errou na finalização. Mas aos 26 minutos o Palmeiras finalmente conseguiu criar algo. E quando o fez, abriu o placar. Gabriel Menino recebeu na direita e cruzou rasteiro para o meio da área. O goleiro Armani cortou errado e a bola sobrou para Rony, que bateu cruzado para marcar.

Com a desvantagem no marcador, o River se desequilibrou, e aos 30 minutos Gustavo Scarpa venceu novamente o goleiro Armani. Mas o gol foi anulado por impedimento de Luiz Adriano, que participou da jogada.

O tempo passou, e o River Plate voltou a melhorar, e a criar boas oportunidades com Matías Suárez, aos 38, e com Ignacio Fernández, que, em cobrança de falta, acertou o travessão do gol defendido por Weverton aos 43 minutos. Mas o placar permaneceu inalterado até o intervalo.

Se o River começou melhor a etapa inicial, o início do segundo tempo foi do Palmeiras, que marcou seu segundo gol logo no primeiro minuto. Após boa troca de passes dos jogadores do time brasileiro, Luiz Adriano recebeu no meio de campo, se livrou de Rojas com um giro e partiu livre até a pequena área adversária, onde bateu na saída do goleiro Armani. Um belo gol.

O Palmeiras passou a controlar as ações no segundo tempo. Já o River se perdeu, e teve um jogador expulso aos 14 minutos, quando o colombiano Carrascal agridiu Gabriel Menino por trás e recebeu o vermelho. Na cobrança da infração, Gustavo Scarpa levantou a bola na área adversária e o uruguaio Matías Viña fez de cabeça. Com vantagem numérica, e no placar, o Palmeiras até tentou ampliar o marcador, mas não conseguiu vencer mais a defesa do River Plate.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente