Dutch  English  French  German  Italian  Portuguese  Russian  Spanish

Natal

Papai Noel vem aí. Que tal ter novas inspirações para a decoração?

Foto/Reprodução
Roberta Cardoso

Há um mês do Natal, o espírito de celebração que envolve a data já se faz sentir e começa a contagiar. E é em clima de expectativa para o dia 25 de dezembro que muitos já começam a se mobilizar para deixar a casa pronta para as festas de fim de ano. Independentemente da crença, o Natal tem como uma de suas características mais fortes a intensificação do convívio familiar. E em um ano marcado por polarizações, reunir a família para celebrar pode ser uma forma de reavivar sentimentos mais nobres e fortalecer vínculos.

“Em dezembro temos muitas demandas. Por isso, recomendo sempre começar a pensar no Natal com bastante antecedência. Se for deixar para o final, fica pesado porque você já tem que pensar na ceia, nas compras”, explica Amelinha Amaro, uma das mais experientes especialistas da cidade na arte de decorar para datas festivas.

À frente da loja Divino Espaço, a profissional tornou-se referência na curadoria de objetos decorativos e montagem de mesas para ocasiões especiais. Mas é no Natal, comemorado em família, na sua casa no bairro de Moema, que ela se entrega por inteiro à criação de ambientações de sonhos, ricas de detalhes, que enchem os olhos dos seus convidados.

Além de sua genuína afinidade com o tema, com o passar dos anos, Amelinha ganhou um estímulo a mais para preservar a tradição que tanto gosta: os netos. “O mais importante é fazer um Natal com o que você pode. É uma data também para refletir e celebrar em harmonia. É um exercício de respeito e amor”, pontua. Neste ano, foi o neto de seis anos quem a inspirou.

“Quando percebi ele havia decorado a mesa da sala sozinho com os muitos cogumelos que tenho. Gostei tanto do resultado que decidi explorar esse tema. Só acrescentei alguns enfeites de animais, que todos adoram e que criam um efeito mágico quando combinado com luzinhas”, diz. E, de fato, eles se espalharam por todos os lugares: na mesa de jantar, na árvore do hall, no lavabo.

“Só na guirlanda que não. Mas essa é a graça de decorar: pode ser simples. Um prato branco, uma maçã, um pedaço de canela em pau e uma folha verde e você já tem uma decoração. Você não precisa comprar. Muita coisa pode vir de casa”, finaliza.

COMPARTILHE