Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Atore diretor

Paulo José, 84, morre de pneumonia no Rio

Publicado

Foto/Imagem:
Carolina Paiva, Edição

O ator e diretor Paulo José morreu aos 84 anos nesta quarta-feira, 11, no Rio de Janeiro. Ele estava internado havia 20 dias por conta de uma pneumonia e deixa esposa e quatro filhos.

Gaúcho de Lavras do Sul, o ator começou sua trajetória no teatro ainda no Rio Grande do Sul. Na década de 1960, iniciou carreira no Teatro de Arena, em São Paulo, com a peça Testamento de um Cangaceiro (1961), dirigida por Chico de Assis.

Seu primeiro trabalho na Globo foi na novela Janete Clair, de 1969. Paulo marcou época com a parceria firmada com o ator Flávio Migliaccio na novela O Primeiro Amor, de 1972. Os personagens foram tão marcantes que deram origem a um seriado, Shazan, Xerife e Cia, escritor, dirigido e estrelado por eles de 1972 a 1974.

Ao longo de mais de seis décadas de carreira, Paulo José esteve presente em mais de 20 novelas e minisséries, além de filmes como Macunaíma, de 1969, e Todas as Mulheres do Mundo, de 1966. Agora É que São Elas, de 2003, de Ricardo Linhares, surgiu a partir de uma ideia do próprio ator.

Paulo José também dirigiu episódios de Casos Especiais, a adaptação do livro Agosto, de Rubem Fonseca, Memorial de Maria Moura, adaptação da obra de Rachel de Queiroz, e Incidente em Antares, inspirado no romance de Érico Veríssimo.

Publicidade
Publicidade