Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

PCC dava dinheiro para o PT? Só CPI pode esclarecer

Pretta Abreu

Vem aí mais uma bateria de artilharia pesada contra o PT. Por iniciativa do deputado Filipe Barros, do PSL (partido do presidente Jair Bolsonaro) do Paraná, a Câmara pode criar ainda neste segundo semestre uma Comissão Parlamentar e Inquérito para investigar supostas ligações do PT com o PCC (Primeiro Comando da Capital).

O PCC, uma organização criminosa que se originou em São Paulo e e hoje comanda facções em diferentes presídios do País, teria ligações com muitos partidos políticos, diz o deputado. A CPI deverá, se for confirmada, identificar e esclarecer o vínculo de legendas com partidos políticos.

Filipe Bastos espera começar a colher assinaturas para a CPI já na segunda-feira, 12, segundo texto que ele postou no Twitter. A decisão veio após os ‘diálogos cabulosos’ que o comando do PCC teria com representantes do PT, conforme denunciado nesta sexta, 9. Esse fato especificamente foi questionado pelo deputado da base governista.

Veja algumas das postagens do deputado, ao longo do dia:

@filipebarrost O que são os “diálogos cabulosos”? De que forma o PT cooperava com o PCC? O PT protegeu a cúpula do PCC? O PT recebia dinheiro do PCC? O PT deixou de investigar o PCC facilitando a distribuição de drogas e deixando de prender criminosos?

@filipebarrost
Todas essas perguntas carecem de respostas. Segunda-feira, ao retornar para Brasília, começo a coletar assinaturas para instalação de uma CPI DO CRIME ORGANIZADO, para investigarmos os fatos. Me ajude: cobre seu deputado.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente