Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Saúde

Perda de peso abre caminho da auto-estima

Luciana Kotaka

Sabemos o quanto é difícil dizer não quando estamos diante de comidas saborosas que adoramos, e mais difícil ainda quando a comida serve como um amortecedor emocional. É muito tênue a linha que separa a comida como nutrição do corpo e do alimento que irá acalmar a ansiedade, a tristeza, a raiva e a solidão.

Desde pequeninos a comida alivia o mal-estar que sentimos, ela acalenta, proporciona relaxamento e sacia ao mesmo tempo. Desta forma é muito difícil mudarmos um padrão que vem lá da infância, na verdade que se instala a partir da primeira mamada. Nossa mãe nos nutre e toda sensação que sentimos ao vir ao mundo, desaparece, pelo menos, momentaneamente.

E assim seguimos a vida, uns nunca levarão esse link para suas vidas com intensidade, mas outros irão querer repetir continuadamente essa experiência. Igual à droga, a comida se transforma em uma obsessão para muitas pessoas que buscam o tempo todo sentir as mesmas experiências iniciais.

Nesse processo perde-se a saúde que fica comprometida, a autoestima, o cuidado consigo mesmo. O ciclo se repete, dia após dia, meses, anos, até que a situação se torna insuportável e você decide tomar uma decisão. O corpo nesse estágio grita por socorro, as roupas já não servem mais e você está exausto de lutar contra esse vício.

Não se controla mais diante dos doces, das massas, dos pães, acaba de almoçar e já está preocupado com a refeição seguinte. O sofrimento é imenso, não aguenta lidar mais com as críticas e olhares de quem convive à sua volta. Sem autoestima, tudo fica mais difícil, pois não sente que tem energia para mudar.

Esse é o momento de parar e se perguntar o porquê está fazendo isso, se matando aos poucos. Talvez nesse momento você se dê conta da necessidade de mudar, de que todo esse processo depende somente de você, da sua decisão interna de emagrecer.

Quando a dor for insuportável pode ser o momento ideal para recomeçar e assim buscar meios que lhe ajudem. O importante é ficar claro que a responsabilidade é somente sua, ninguém irá emagrecê-lo. Então o foco agora é em se alimentar com qualidade, em quantidades suficientes para ter saúde, fazer atividades físicas e cuidar do seu emocional, pois esse é um dos gatilhos mais poderosos na perda de peso.

Conforme for sentindo as roupas ficarem folgadas em seu corpo e estar mais leve vai também recuperar a autoestima. Com perceberá que é possível alcançar um peso saudável e que poderá usar muitas das roupas que deseja.

Defina metas realistas, se organize para comer adequadamente, acredite que é possível e seguir em frente. Não fique se pesando e nem se comparando a ninguém, siga o seu projeto, faça por você e lembre-se de que cada pessoa tem um tempo, respeite-se.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente