Fuga de venezuelanos

Planalto define medidas para socorrer Roraima

Foto: Beto Barata/PR
Marta Nobre

Depois do anúncio de assinatura de uma medida provisória decretando uma espécie de “estado de emergência social” em Roraima, e a criação de uma coordenação nacional comandada por um general para orientar a realização de programações que permitam melhorar as condições, por conta da entrada dos milhares de venezuelanos no Estado, o governo detalhou, durante visita de Michel Temer ao Estado, algumas das medidas a serem desencadeadas. Além do comando da força tarefa conjunta, haverá aumento de 100 para 200 homens nos pelotões de fronteira em Roraima, com duplicação dos pontos de controle na fronteira, no interior do Estado e entre Pacaraima e Boa Vista. Haverá, também, desdobramento de um hospital de campanha em Pacaraima, para atender o fluxo inicial dos venezuelanos que estão entrando no País.

COMPARTILHE