Curta nossa página


Polícia Militar sobe o morro do Jorge Turco e mata cinco

Publicado

Autor/Imagem:


Cinco pessoas morreram e duas foram presas em um confronto com policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), durante operação realizada nesta sexta feira 20 pela Polícia Militar (PM) no Morro do Jorge Turco, em Rocha Miranda, zona norte do Rio, que provocou o fechamento da Vila Olímpica Félix Mielli Venerando, em Honório Gurgel, por determinação da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer.

Na ação, a polícia apreendeu cinco armas. Segundo o Bope, todos os mortos e presos eram suspeitos do tráfico de drogas na região. Durante uma troca de tiros, um reservatório da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) foi atingido e vazou grande quantidade de água.

A região dos morros Jorge Turco e do vizinho Juramento sofre com a guerra entre facções que disputam o controle do tráfico de drogas. Segundo a PM, a operação foi realizada para reprimir o tráfico de drogas. Por causa do confronto, a Cedae fez uma manobra para interromper o fornecimento de água do reservatório atingido por tiros e evitar o desperdício.

De acordo com a Cedae, o reservatório tem capacidade para armazenar 200 mil litros de água e abastece somente a comunidade Jorge Turco. Ainda segundo a concessionária, após o término da operação policial, uma equipe técnica irá ao local para realizar o reparo.

A Vila Olímpica Félix Mielli Venerando, que fica nas proximidades do Morro do Jorge Turco, atende a mais de 4 mil pessoas em suas 29 atividades esportivas e de lazer. Em nota, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro informou que o secretário Marcos Braz determinou a suspensão das atividades e o fechamento da Vila Olímpica até que a situação volte ao normal na região.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2024 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.