Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


'Arctic Blast' ou 'Cool Breeze'?

Por que a mulher é mais sujeita ao frio do corpo do que o homem

Publicado

Foto/Imagem:
Svetiana Ekimenko/Via Sputniknews - Foto Divulgação

Existe uma crença popular existente de que as mulheres “sentem o frio” mais do que os homens e, portanto, tendem a preferir uma temperatura interna mais alta.

Mas, embora a temperatura da pele esteja associada ao conforto térmico, não há diferença significativa entre a temperatura da pele de homens e mulheres. A média, para ambos, é amplamente aceita como sendo 37 ° C.

Charlotte Phelps, estudante de doutorado, e Christian Moro, professor associado de ciência e medicina da Bond University, na Austrália, realizaram uma análise de pesquisas existentes na tentativa de investigar as razões científicas por trás da diferença de “percepção” de temperatura entre homens e mulheres.

As diferenças biológicas são o que entra em jogo quando homens e mulheres reagem à temperatura. Mesmo quando estão em torno do mesmo peso corporal, as mulheres tendem a ter menos músculos para gerar calor. Além disso, como as mulheres têm uma maior camada de gordura entre a pele e os músculos, a pele fica um pouco mais afastada dos vasos sanguíneos. Assim, “parece mais frio”.

Enquanto isso, ao fazer com que os vasos da pele se contraiam, o outro hormônio, a progesterona, pode resultar em menos fluxo de sangue para algumas áreas para manter os órgãos internos aquecidos. À medida que esse equilíbrio hormonal muda ao longo do mês ao longo do ciclo menstrual, o mesmo acontece com a reação e a percepção da mulher em relação às temperaturas frias.

Já na semana após a ovulação, à medida que os níveis de progesterona aumentam, a temperatura corporal central é mais alta. É quando as mulheres podem ser particularmente sensíveis a temperaturas mais frias.

Outro ponto é que esses hormônios são responsáveis ​​pelo fato de as mãos, pés e orelhas de uma mulher serem cerca de três graus Celsius mais frias que as de um homem. Mas no que diz respeito à temperatura corporal central, as mulheres ostentam uma temperatura mais alta.

Curiosamente, em um estudo realizado em 2019 por pesquisadores da University of Southern California e do WZB Berlin Social Science Center, na Alemanha, foi documentado o efeito da temperatura ambiente no desempenho de 543 estudantes universitários.

Ele mostrou que as mulheres realizaram mais tarefas matemáticas e verbais quando a temperatura estava mais alta, enquanto os homens tiveram melhor desempenho quando ela estava mais baixa.

“O que recomendamos para a temperatura ambiente no verão é de cerca de 23 graus Celsius a 26 graus Celsius. Pelo menos 80% dos homens e mulheres estão satisfeitos nessa faixa”, disse Bjarne Olesen, ex-presidente da ASHRAE, uma associação profissional internacional que desenvolve padrões para controle de clima interno.

Curiosamente, a ciência por trás do motivo pelo qual as mulheres optam por temperaturas mais quentes do que os homens também pode ser aplicada a muitas espécies de pássaros e mamíferos. Estudos mostraram que os machos geralmente se reúnem em áreas mais frias e sombreadas, enquanto as fêmeas e seus filhotes ficam em locais mais quentes e ensolarados.

Publicidade
Publicidade