Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Guerra ou paz

Praças moscovitas têm flores e silêncio com som de música

Publicado

Foto/Imagem:
Eleonora Goldman/Via Pelo Mundo - Foto Divulgação

Em tempos de paz ou de guerra, Moscou tem maravilhas que encantam os russos e principalmente os turistas. São suas praças. Em algumas, o silêncio tem som de música.

O certo é que cada praça tem seu próprio toque arquitetônico e uma história fascinante que remonta ao passado. Vamos conhecer?

Praça Vermelha
Esta é a praça principal de Moscou e, certamente, a mais famosa da Rússia. As muralhas de tijolos vermelhos do Kremlin, o mausoléu de Lênin, o Monumento a Mínin e Pojárski, a Catedral de São Basílio – é possível passar um dia inteiro ali, apenas visitando museus e locais históricos. Dentro da GUM, a mais antiga e uma das lojas de departamentos mais caras da capital russa, há uma cantina “secreta” em estilo soviético e a preços acessíveis.

Praça Branca
Imagine as fachadas espelhadas de modernos prédios comerciais refletindo a Igreja Ortodoxa de São Nicolau, o Milagroso do início do século 20 – esse contraste torna a Praça Branca (Belaia), perto da estação de metrô Belorusskaya, um lugar muito atraente para diversão. É difícil acreditar que, no início dos anos 2000, essa praça fosse apenas uma via comum com estacionamento. Após a reformulação da praça, a igreja se tornou seu elemento dominante, destacando-se em meio ao cenário dos novos edifícios. Os fãs de arquitetura urbana também apreciarão as esculturas abstratas entre os prédios.

Praça Khitrovskaia
A área da Praça Khitrovskaia (que também é conhecida como Khitrovka) e suas ruas foram descritas de forma especialmente vívida por Vladímir Giliarovski em seu livro ‘Moscou e Moscovitas’ (1926), que a chamou de “o lugar mais enevoado de Moscou” – em referência, é claro, à sua reputação. Naquela época, esse local era mais mencionado nos jornais como uma área criminosa: bordéis, casas de jogo, um mercado duvidoso. Atualmente, é uma das praças mais bem conservadas de Moscou, onde se pode ver mansões urbanas dos séculos 18 e 19 e prédios residenciais antigos, além de passear por ruas estreitas e atmosféricas.

Praça Khokhlovskaia
No lugar do Anel dos Boulevards, cerca de três séculos atrás, havia uma muralha da chamada Cidade Branca – o título histórico de vários distritos por trás de Kitai-Gorod. No início dos anos 2000, um fragmento dessa muralha se tornou o centro da Praça Khokhlovskaia, um dos pontos favoritos da juventude moscovita. O plano inicial era construir um shopping center na praça, mas os operários acabaram se deparando com um pedaço da muralha da Cidade Branca. Em audiência pública, os moscovitas votaram pela criação de um espaço público neste local, e a praça reformada se transformou em um anfiteatro com vista para a peça arqueológica. Existem vários cafés da moda ao redor dela e, nos dias quentes, um grande número de jovens se reúne no ‘Poço’, como foi apelidada pelos locais.

Praça Paveletskaia
A praça nos entornos da Estação Ferroviária Paveletsky é uma nova área pedonal inaugurada no final de 2021. No nível superior há balanços iluminados, bancos aconchegantes e um belo parque; abaixo, uma fonte musical (ou uma pista de gelo durante o inverno) e várias instalações; e no nível inferior, um shopping center com lojas da moda e delícias gastronômicas. Não dá nem para imaginar que esta praça ficou abandonada por tanto tempo e foi até mesmo marcada no mapa como Poça Paveletskaya, porque ficava constantemente inundada após a chuva.

Praça Universitetskaia
A enorme praça em frente à Universidade Estatal de Moscou é um dos cenários mais reconhecíveis de Moscou. Este é um amplo espaço aberto com uma fonte, gramados floridos e um beco com monumentos a proeminentes cientistas russos. A Praça Universitetskaia (em russo, da Universidade) termina com o principal ponto de observação da capital russa em Vorobiovi Góri (Colina das Andorinhas) e a estação do funicular.

Praça Triumfalnaia
Os enormes balanços perto da estação de metrô Mayakovskaya são imperdíveis. Nos tempos soviéticos, havia a tradição de realizar saraus no monumento a Vladímir Maiakóvski – qualquer um podia chegar e ler seus poemas em público. Em 2015, uma nova atração surgiu na praça – uma fileira de enormes balanços brancos, que transportam os adultos de volta à infância. A praça também é decorada com vista para o Hotel Pekin em estilo Stalinista.

Praça da Revolução
Uma das praças centrais de Moscou, localizada bem na saída da estação de metrô de mesmo homônima, Ploshchad Revolyutsii. Embora a praça tenha sido reconstruída várias vezes, ainda é possível ver edifícios antigos de Moscou de diferentes épocas e subir as escadas íngremes até a turística rua Nikolskaya. A praça também recebe feiras temáticas ao longo do ano e, durante o inverno, há uma pista de patinação gratuita.

Praça Puchkinskaia
Esta praça, cujo nome homenageia o poeta russo Aleksandr Púchkin, é um dos lugares mais famosos de Moscou. Muitas vezes recebe feiras, concertos, eventos municipais, e os moscovitas adoram passar tempo livre ali. Atrás do monumento a Púchkin, há uma enorme fonte e muitos canteiros de flores – no verão, o cenário é simplesmente maravilhoso.

Praça do Teatro
Você é entusiasta de teatro e arquitetura? Então prepare-se para curtir a Praça do Teatro, onde estão localizados os principais teatros de Moscou – o Bolshoi (edifício histórico e o novo palco), os teatros Mali (Pequeno) e Molodejni (Juventude), com uma das mais belas fontes da cidade adornando o centro. Para quem gosta de compras de luxo, há também o TsUM, um shopping com os itens mais luxuosos de todo o mundo.

Publicidade
Publicidade