Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Produtores pedem ajuda para escoar safra

Lucíola Barbosa

O vice-governador do Distrito Federal, Paco Britto, encerrou o encontro com 54 produtores rurais do Assentamento 15 de Agosto, no núcleo rural Capão Comprido, de São Sebastião, prometendo dar atenção à agricultura familiar. “Principalmente na comercialização das safras”, destacou ele.

Na Chácara Oliveira, local do evento ocorrido neste sábado (17), os pequenos produtores se manifestaram, entre outros pedidos, sobre o aumento da cota do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e a comercialização dos produtos produzidos por eles.

Além do vice-governador, participaram do evento o secretário de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, Dilson Resende; a presidente da Emater, Denise Fonseca; e a extensionista rural, coordenadora de acampamentos, Janaína Elisiário.

O secretário Dilson Resende destacou o trabalho diferencial desses pequenos produtores rurais e Denise Fonseca reforçou a importância do Programa de Aquisição da Produção da Agricultura (Papa DF). Ele viabiliza a compra direta pelo Governo do Distrito Federal de alimentos e produtos artesanais de agricultores familiares e suas organizações sociais do setor agrícola e é um grande gerador de empregos. “Por isso, trabalhamos para conscientizar os órgãos do governo para aquisição de produtos da agricultura familiar”, destacou extensionista rural Janaína Elisiário.

Outro ponto discutido no evento foi o escoamento de produtos dos pequenos produtores de Capão Comprido. “Os acampamentos da região Marielle Franco e de Tiradentes são de famílias que estão esperando para serem assentadas”, analisou ela.

Em relação aos 199 hectares do acampamento Marielle, por exemplo, os terrenos estão prestes a serem regularizados e, assim, se tornar um assentamento.

Vegetais e hortaliças
Na opinião do proprietário da chácara, de quase cinco hectares, Josimar Pereira, 33 anos, o encontro fortaleceu o setor. No terreno de sua propriedade são plantados vegetais e hortaliças como tomate, pimentão, beterraba, couve, brócolis, entre outros. A renda mensal, “quando é boa”, segundo ele, é de R$ 5 mil.

Líder do grupo atendido neste sábado pelo vice-governador, Josimar conta que, entre as necessidades mais urgentes, dois pedidos são fundamentais para as melhorias do setor. “Nós pedimos o aumento da cota do PAA, pois, atualmente, é pouco, de R$ 6.500,00, por ano. O governo nos disse que vai rever para tentar aumentar esse valor”, informou. “O outro pedido é que o governo compre mais produtos do pequeno produtor, pois hoje as empresas grandes são favorecidas”, completou Josimar, acrescentando que o governo sinalizou que irá abrir mais restaurantes comunitários para esse fim.

Ao final, os presentes, junto aos agricultores familiares associados Liberdade do Assentamento 15 de Agosto (Afal), cantaram parabéns, com mesa repleta de bolos e doces, pelo 8° aniversário do assentamento. Também foram distribuídas cestas contendo produtos orgânicos dos produtores locais.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente