Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

PT adoça café do general Mourão com rapadura

Pretta Abreu, Enviada Especial

O general Hamilton Mourão, vice no exercício da Presidência da República, tomou café da manhã nesta segunda-feira, 16, com a governadora do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra. Foi o primeiro encontro privado da segunda maior autoridade do País com um representante do PT, desde a posse de Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto.

Na agenda posta à mesa, a questão da segurança pública, uma espécie de calcanhar de Aquiles que transforma Natal, capital do Estado, em cenários que fazem lembrar a Guerra de Troia, de tanto sangue e corpos que se espalham pelas ruas. Tentar uma solução para o problema em uma região governada pelo PT é uma questão de Estado.

Isso mostra que não há radicalismo palaciano com governantes da oposição. E como o povo potiguar compõe uma unidade federada, todos devem estar de mãos dadas pelo bem comum.

Mourão foi a Natal por dois motivos: primeiro, porque Bolsonaro continua no estaleiro, recuperando-se da sua última cirurgia. Segundo, porque acontece na cidade, nesta segunda e terça, o 37º Encontro Empresarial Brasil-Alemanha, que reúne mais de mil empresários brasileiros e alemães para discutir parcerias na relação comercial entre os dois países. Do lado alemão, estará presente o vice-ministro alemão da Economia e Energia, Thomas Bareiss.

A Alemanha é o quarto maior parceiro comercial do Brasil, atrás da China, dos Estados Unidos e da Argentina. A participação da potência europeia na balança comercial com o Brasil em 2018 foi de 3,75%. Mais de 54% dos produtos brasileiros exportados para a Alemanha são industrializados, incluindo máquinas, automóveis, e produtos farmacêuticos. Em relação às importações, 99% das mercadorias que o Brasil compra do país europeu são bens industriais.

Pesquisa da CNI com empresários brasileiros que investem e exportam para a Alemanha mostrou os principais temas que precisam avançar na agenda dos dois países. O levantamento foi entregue ao governo brasileiro para subsidiar a reunião da Comissão Mista de Cooperação Econômica Brasil-Alemanha, que ocorrerá no dia 17 de setembro.

Mas houve um recheio especial nesse café da manhã. Além da pauta da segurança pública – que Fátima Bezerra vê com prioridade, a ponto de pretender importar de Brasília, como consultores, experientes policiais, entraram também investimentos da União no Rio Grande do Norte. Existe a expectativa de transferência para o governo potiguar de 15% do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) , por meio do Banco do Nordeste. Projetos que estão engavetados na Sudene também deverão sair do papel. Em valores atualizados, a União já despejou – ou empenhou – mais de 215 bilhões para o Estado.

Faz parte da comitiva de Mourão o deputado Eduardo Bolsonaro, presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara. O filho do presidente não foi ‘como olheiro do Planalto, mas para fazer palestra aos bem-vindos empresários da Alemanha. Perguntado se a reunião com a petista poderia causar algum desconforto em Jair Bolsonaro, Mourão respondeu: “Não, em absoluto. A governadora vai apresentar as ideias dela. A gente governa para o país como um todo.”

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente