Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

PT lava roupa suja e se divide pró e contra Ciro

Pretta Abreu

O PT já não se entende como nos tempos de Lula. E o caldo começou a engrossar neste fim de semana, após suas principais estrelas lavarem roupa suja em público.

De um lado, o governador da Bahia, Rui Costa, criticou a estratégia do próprio partido nas eleições de 2018. Segundo ele – que comanda um dos maiores colégios eleitorais do petismo – a legenda errou ao insistir com Fernando Haddad para a disputa da Presidência da República no ano passado.

O certo, disse, seria apoiar Ciro Gomes (PDT), que se apresentava, então, com mais bagagem.  A Executiva Nacional do PT não gostou do comentário. E divulgou uma nota rebatendo o político baiano, onde sustenta que a decisão por Haddad passou pelo crivo do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva.

A briga interna pode ser apenas uma tempestade em copo d’água, mas depois que Ciro anunciou na semana passada que vai disputar o Planalto em 2022, muita gente começou a se jogar para o lado dele.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente