Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Saúde

Raios solares também podem virar um inimigo

Marcelo Levites

“Um dia de chuva é tão belo como um dia de sol”. Este trecho de um dos poemas de Fernando Pessoa enaltece o sol. Esse astro que em algumas civilizações é considerado um deus. E com motivos. Sol é vida. É fonte de vitaminas. É alegria.

Mas, como tudo na vida, em excesso pode também se transformar em um inimigo.

O câncer mais frequente tanto nos homens quanto nas mulheres corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no Brasil. Estamos falando do câncer de pele, cuja vilã é justamente a exposição excessiva ao sol.

De acordo com o cirurgião oncológico do Hospital 9 de Julho, Dr. Renato Santos de Oliveira Filho, os idosos têm maior propensão a apresentar câncer de pele, provavelmente pela exposição ao sol acumulada ao longo dos anos e pelo maior acúmulo natural de mutações ao longo da vida, bem como pela diminuição de atividade do sistema imunológico.

A doença, que resulta do crescimento anormal e descontrolado das células da pele, se apresenta de três tipos mais frequentes: carcinoma basocelular, o carcinoma epidermóide ou espinocelular e o melanoma. O carcinoma basocelular, apesar de mais incidente, é também o menos agressivo. O carcinoma espinocelular tem maior agressividade do que o basocelular e pode dar metástases. O mais raro é o melanoma, que também é o mais agressivo e mais letal dos cânceres de pele pelo alto potencial de se espalhar (dar metástases).

​Além da exposição excessiva ao sol, características clínicas e genéticas como pele clara, olhos e cabelos claros, a presença de múltiplos nevos (pintas), a utilização de medicamentos imunossupressores, ou seja, que suprimem a imunidade e o tabagismo são fatores de risco, segundo o cirurgião oncológico.

A boa notícia, segundo o Dr. Renato Santos é justamente a oportunidade de cura quando há o diagnóstico precoce, o que nos leva a recomendar que você visite seu médico regularmente. Além disso, outra recomendação é usar proteção mecânica (chapéu, roupas adequadas) e protetor solar sempre que ficar exposto ao sol, particularmente no período das 10 às 16h. Viva com sol e viva mais e melhor.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente