Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Casa e Decoração

Reforma abre espaço para a chegada do bebê

Foto/Divulgação
Carolina Paiva, Edição

Preparar a casa para a chegada de uma criança é uma reforma das mais gostosas de fazer. No caso desse jovem casal, agora com três filhos, a repaginação do apartamento de 220 m² no bairro Jardins, em São Paulo, contou com a reformulação da área de serviço, a escolha de móveis e acessórios para dar mais vida ao ambiente e, é claro, o quarto do bebê que estava por vir.

A designer de interiores Marcela Pepe descreve o resultado como “clean, descontraído e com algumas pitadas de cor”. Ela encarou o desafio de dar funcionalidade aos espaços, integrando cômodos e aproveitando a versatilidade das paredes brancas.

“Como a maioria dos apartamentos antigos, este tem o pé-direito alto e ambientes quadrados e bem distribuídos”, aponta Marcela. A área social é integrada, contando com sala de jantar, estar e televisão. O hall de entrada fica próximo ao lavabo, decorado por um cocar indígena emoldurado. A reforma buscou traduzir o estilo da família carioca, mas com toques do longo repertório de vida internacional dos pais. Elementos culturais e o uso da madeira garantem um ar modernista.

Revestimentos e acabamentos foram mantidos, em sua maioria. “Mantivemos o porcelanato de tom acinzentado existente nas salas e as paredes brancas. Então, a decoração teve que aquecer o ambiente e trazer aconchego”, diz Marcela. Para isso, o tom caramelo reveste um banco que marca a divisória do living. A cor é responsável por quebrar a paleta neutra, sem pesar. “Ela também está presente nos móveis de madeira, couro e tapete. O caramelo aquece os ambientes e mantém o ar clean, um pedido pelos moradores”. O linho nos sofás e almofadas traz sensação de conforto.

O toque contemporâneo minimalista fica por conta do aparador abaixo da TV, que foi revestido por laca cinza. Antigamente, o local era mobiliado por uma estante, que limitava o espaço da sala. Já a vivacidade fica por conta das obras de arte. Uma delas é o clique de Beto Riginik, que exibe copas de árvores tropicais e dá cor à mesa de jantar, cercada por cadeiras de palhinha, um detalhe clássico dos anos 1950 e 1970. A área ampla também é perfeita para receber com aparelho de refeições grande e o bar de madeira. “Na sala de estar, pensamos no bar como móvel decorativo e também superfuncional na hora das refeições ou dos drinks com os amigos, servindo de apoio para as duas salas”.

Os quartos infantis seguem o estilo montessoriano, que valoriza móveis instalados à altura dos olhos dos pequenos. No cômodo rosa, a cama em forma de casinha endossa a sensação de lar, enquanto o clima lúdico no quarto azul e branco tem espaço de sobra para exercitar a criatividade em desenhos e uma coleção de brinquedos em forma de animais. Já na suíte do casal o linho traz aconchego nos tons de bege e azul, enquanto os quadrinhos nas paredes exibem a arte dos filhos e fotos da natureza.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente