Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Casa e Decoração

Reforma atualiza radicalmente casa de campo erguida em serra

Foto/Divulgação
Roberta Cardoso

Por muito tempo aquela casa próxima a Mairiporã, em São Paulo, serviu como refúgio no campo para um casal e seus dois filhos pequenos. O tempo passou e trouxe novas demandas à família. Agora com os filhos crescidos, a família sentiu a necessidade de reformar o imóvel de 340 m² para que ele continuasse a ser uma fonte de boas lembranças. Foi então que a arquiteta Lilian Catharino foi acionada. “Eles queriam desfrutar de algo mais moderno e funcional. Antes, tinham cinco quartos pequenos. Hoje, quatro suítes confortáveis”, explica a profissional.

Após 12 meses de reforma, a transformação que se operou na propriedade foi radical. “O terreno, de quase 2.000 m², possui acentuado declive e caimento para o fundo, o que possibilita uma vista panorâmica da mata. Durante a reforma, a demolição foi quase total, restando apenas a estrutura de concreto”, lembra Lilian. Nem mesmo o telhado foi poupado. Ele foi demolido, assim como o forro de madeira que ficava um pouco acima das janelas. “Com essa mudança, ganhamos pé-direito alto em todos os ambientes, o que, além de visualmente mais bonito, permite a ventilação cruzada, eliminando a necessidade de ar condicionado no verão”, diz.

Entre as demandas dos moradores para a ‘nova’ casa havia uma em especial: uma distribuição mais eficiente da luz. As áreas internas e externas apresentavam uma grande diferença de luminosidade. “Para corrigir a falta de equilíbrio, os vãos de janelas foram ampliados, permitindo uma maior visualização da paisagem, além de um efeito luminoso mais cênico”, conta a arquiteta. Por outro lado, a repaginação do visual geral, anseio de todos os membros da família, dotou o imóvel de novos revestimentos de madeira, pedra e acabamentos sintéticos claros. “Para facilitar a manutenção, toda a casa recebeu piso de porcelanato, padrão madeira”, pontua.

A integração das salas de estar, jantar e cozinha liberou espaço para circulação e permitiu que o living fosse ampliado, contribuindo para uma melhor distribuição interna. “Ganhamos com a remoção da lavanderia do pavimento onde fica a área social e com isso conseguimos expandir a cozinha. Já o living foi feito do zero, pois ali havia um espaço ocioso que ganhou vida com o revestimento de pedra, uma estante de concreto, além de um mezanino para quando eles recebem crianças e adolescentes”, conta Lilian.

Depois de muitas alterações na planta, praticamente toda a mobília foi trocada. Entre os poucos itens que permaneceram na casa está a mesa de jantar e dois pufes. “A decoração foi feita com artigos trazidos de viagens, como quadros e objetos decorativos, presentes e dois móveis que já estavam na casa”, diz.

Na área externa a transformação visual não foi menor. A piscina de fibra foi substituída por uma em alvenaria de borda infinita. “Teríamos que diminuir o tamanho dela (piscina), o que causaria um impacto visual grande. Para amenizar essa perda, fizemos uma hidromassagem próxima a parede da área de lazer e nem dá para perceber”, conta.

Já a churrasqueira estava em um nível bem mais baixo e depois da reforma ‘subiu’ para formar um grande complexo de lazer com área gourmet, lareira ao ar livre e jardim. As paredes em desnível receberam revestimento de pedra que,em contrataste com o azul da piscina, e o verde da mata, foram integradas ao projeto. “Muito diferente de antes, quando não passavam de um elemento pesado e fechado”, finaliza a arquiteta.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente